Luciana Gimenez fez um desabafo após uma polêmica que se deu em torno da herança de seu pai. João Alberto Morad, que morreu em 2020, teria deixado R$ 2 milhões para uma desconhecida. À apresentadora, teria sido destinado R$ 73 mil, além de alguns bens. Gimenez disse que se escondeu no banheiro da RedeTV! para gravar o desabafo. “Queria entender o que a morte do meu pai tem de importante para a mídia.

Alguns jornalistas fazem esse tipo de coisa, usam desgraça alheia pra dar ibope. O que a morte do meu pai importa para as pessoas? Não tem um tipo de respeito, de ligar para perguntar, para falar nada”, afirmou a apresentadora, chorando.

“Eu também sou uma pessoa. Só porque eu sou famosa, não quer dizer que eu não tenha sentimento. Quando a pessoa é famosa, parece que ela perde toda a liberdade de ser ela. Coisas normais que as pessoas passam, de sofrimento, todo mundo fica rindo, comentando, e dói, dói muito”, continuou. A apresentadora, que era filha única, disse que o pai tinha um dinheiro de inventário e que as pessoas deixam a herança para quem quiserem.

“É o cúmulo, é o final! Essa foi muito baixa. É muito baixo você mexer na vida do pai que morreu, da mãe que morreu. Eu não preciso de dinheiro de ninguém, porque eu trabalho honestamente para ganhar o meu”, declarou.

“E meu pai tem direito de fazer o que ele quiser. E o que ele fez é a mim que pertence, aos meus advogados […] Nunca ganhei dinheiro de ninguém. Guardei uma coisa do meu pai: amor, respeito, educação.

Fonte:www.uol.com.br

Foto: reprodução/Instagram