Foto: Divulgação

Pai é suspeito de obrigar filho de 5 anos a comer o próprio vômito

A Polícia Civil do Distrito Federal investiga um homem suspeito de torturar o próprio filho, de apenas 5 anos, na Estrutural. Após diversas agressões, a mãe da criança decidiu ir à delegacia e registrar o boletim de ocorrência. O suspeito não foi preso e deve prestar depoimento nesta última sexta-feira (9).
De acordo com a investigação, a mulher relatou aos agentes que o filho era torturado de diversas formas. Entre elas, estavam agressões físicas, castigos em que a criança tinha que ficar de joelhos e com os braços levantados por horas seguidas e, caso passasse mal por estar chorando, era obrigado a comer o próprio vômito.

Segundo a Polícia Civil, um laudo feito pelo Instituto Médico Legal (IML) constatou que a criança tem marcas de lesões antigas e atuais. A delegada responsável pelo caso, Jane Klébia, da 8ª Delegacia de Polícia, no Setor de Indústria e Abastecimento (SIA), afirma que o exame constatou “múltiplas” lesões nas nádegas do menino.

De acordo com a delegada, o menino também será ouvido na Delegacia da Criança e do Adolescente (DCA), com equipes preparadas para o serviço.

*Matéria completa no G1.com