Foto: Divulgação

Solicitada pela Conselheira tutelar de Manacapuru, Milca Ruiz, a defensora pública Carol Braz intermediou atendimento a uma mulher com 5 filhos, vítima de vários crimes como tentativa de homicídio e trabalho infantil.

Carol Braz foi atendida pela delegada especializada de Polícia de Manacapuru, Dra. Roberta Merly, e solicitou a prisão do suspeito pelo descumprimento da medida protetiva.

 

“MANACAPURU PRECISA DOS SERVIÇOS GRATUITOS OFERECIDOS PELA DEFENSORIA PÚBLICA, NÓS TEMOS MUITAS DEMANDAS EM CAUSAS DE VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER, CONTRA O IDOSO E CONTRA AS CRIANÇAS. EU ESPERO QUE A DEFENSORIA PÚBLICA SE INSTALE O MAIS RÁPIDO POSSÍVEL AQUI PARA AMPARAR ESSAS VÍTIMAS POR MEIO DE UM INSTRUMENTO LEGAL PARA RESGUARDAR OS DIREITOS DE QUEM NECESSITA”.

A defensora solicitou a secretaria executiva de Políticas para as Mulheres da SEJUSC, Maricília Costa a inclusão das vítimas na Casa Abrigo serviço de apoio emergencial à Mulher.

“As mulheres precisam entender que existe uma legislação, uma rede de proteção às vítimas no Amazonas. A minha luta é para interromper esse ciclo da violência que sacrifica tantas vítimas que precisam da justiça” finalizou Braz.