Foto: Lucas Figueiredo / CBF

Os jogadores da seleção brasileira, enfim, quebraram o silêncio e se manifestaram publicamente sobre a realização da Copa América no Brasil, algo que vinha sendo aguardado desde a semana passada.

“Temos uma missão a cumprir com a histórica camisa verde amarela pentacampeã do mundo. Somos contra a organização da Copa América, mas nunca diremos não à Seleção Brasileira”, disseram.

Nesta terça-feira (8), minutos após a partida contra o Paraguai, pelas eliminatórias da Copa do Mundo, os atletas dispararam simultaneamente o mesmo texto em suas redes sociais.

Veja o manifesto dos jogadores na íntegra:

Quando nasce um brasileiro, nasce um torcedor. E para os mais de 200 milhões de torcedores escrevemos essa carta para expor nossa opinião quanto a realização da Copa América.

Somos um grupo coeso, porém com ideias distintas. Por diversas razões, sejam eles humanitárias ou de cunho profissional, estamos insatisfeitos com a condução da Copa América pela Conmebol, fosse ela sediada totalmente no Chile ou mesmo no Brasil.

Todos os fatos recentes nos levam a acreditar em um processo inadequado em sua realização.

O manifesto foi feito pelo grupo inteiro, formado pelos 25 convocados por Tite, e encerra o assunto sobre a insatisfação por conta de uma série de fatos nos bastidores da CBF, que causaram até o afastamento temporário do presidente Rogério Caboclo.

A última semana foi complicada por assuntos fora de campo. Os atletas não esconderam a irritação com a postura de Caboclo, acusado por uma funcionária da CBF de assédios moral e sexual. Ele responderá às denúncias, que estão em apuração pelo Comitê de Ética da entidade.

Com informações da Globo Esporte