TCE
Reprodução
Reprodução


Uma menina de 11 anos foi vítima de racismo na última quarta-feira (28), em um mercado da Penha, na zona norte do Rio de Janeiro. O segurança do local teria desconfiado da criança por causa do cabelo black da jovem, afirma família.

A menina foi ao mercado sozinha e ao voltar para casa contou à mãe que o segurança do local havia a acusado de roubo. Segundo a jovem, que não teve a identidade revelada, o segurança pediu para que ela levantasse a blusa.

“Ele [o segurança] falou para mim (sic) levantar a blusa e tinha me perguntado se eu peguei alguma coisa. […] Ele me acusou de uma coisa que eu não fiz, pensou que eu tinha roubado.”

A irmã da jovem, Renata Santos, afirmou que o segurança pediu desculpas e justificou a ação dizendo que outros jovens de comunidades próximas já haviam furtado o mercado.

“Ele falou que tinha que desconfiar dela, até pediu desculpa, mas que, infelizmente tinham acontecido outros casos de uns meninos da comunidade descerem e irem ali. Ele desconfiou por conta do cabelo dela quando ela se abaixou para pegar a cesta.”

A família chegou a ligar para o 190 no momento do incidente, mas foi informada que a central não poderia enviar viaturas até o local. O caso foi registrado na 22ª DP (Penha) e os pais da menina vítima de racismo têm a intenção de formalizar também uma denúncia no MP-RJ (Ministério Público do Rio de Janeiro) contra a rede de mercados.

https://noticias.r7.com/rio-de-janeiro/menina-de-11-anos-e-acusada-de-roubo-por-causa-do-cabelo-no-rio-05102020