A menina de 11 anos, que foi estuprada, tendo um homem de 39 anos como principal suspeito, havia feito um bilhete com um pedido de socorro à irmã dela. Após a mãe da menina saber do caso, o suspeito foi arrastado de dentro de casa e brutalmente espancado pela população na rua Campo Grande, no bairro Grande Vitória, zona Leste de Manaus.

No bilhete a criança pede ajuda: “Liga pra polícia agora por favor”. Ela é neta da companheira do acusado de cometer o crime. De acordo com a delegada da DEPCA, Joyce Coelho, a menina foi atacada pelo suspeito quando ela havia ido até a casa da avó deixar alimentos a pedido da mãe dela.

“A avó dessa criança se mudou e estava na casa nova. A criança foi na casa antiga e era onde o suspeito estava fazendo mudança. No imóvel ele puxou a criança e tentou violentar. Em seguida, ainda marcou a vítima de morte caso ela contasse o que havia acontecido”, disse.

Além desta situação, a delegada explicou que a criança escreveu uma carta à irmã, relatando que sofreu abusos em outros momentos pelo homem.

O investigado foi preso em flagrante e apresentado na Delegacia Especializada em Proteção a Criança e ao Adolescente (DEPCA), para posteriormente passar por audiência de custódia.