Brasil – A Ministra Flávia Arruda (secretaria do Governo) foi agredida verbalmente pelo Senador Eduardo Braga (MDB-AM) durante uma ligação telefônica.

De acordo com O Globo, Eduardo Braga reclamava de pendências na liberação de emendas parlamentares prometidas a ele pelo Palácio do Planalto. Durante a ligação, o senador teria se exaltado, gritado, e falado palavrões para a ministra de cunho machistas.

O jornal informou ainda que Flávia Arruda chorou com as agressões e pediu para que o ministro da Casa Civil, Ciro Nogueira, que a acompanhava na sala, assumisse a ligação.

Após a repercussão, a bancada feminina da Câmara divulgou uma nota de repúdio ao desrespeito do senador contra a ministra.

“O caso (…) demonstra que, infelizmente, mulheres de todas as classes e condições sociais estão sujeitas à violência de gênero, seja doméstica, física, psicológica ou política. O episódio também demonstra que o machismo ainda persiste em relação às mulheres que assumem posições relevantes na política brasileira”, diz um trecho da nota.

Flávia Arruda resolveu se pronunciar e disse que os gritos e palavrões dirigidos a ela não lhe amedrontam e lamentou o episódio.