Manaus – Matheus Danilo Barros Dias, de 24 anos, vulgo ‘Percata’, é suspeito de ser o principal mandante das ondas de mortes que vem acontecendo no município de Iranduba (a 26 quilômetros de Manaus). Matheus é um dos mortos no fuzilamento da viatura da Polícia Civil do AM.

De acordo com Delegado Raul Augusto Neto, do 31º Distrito Integrado de Polícia (DIP), a polícia está investigando o envolvimento de “Percata” nos homicídios em Iranduba, principalmente, no Distrito de Cacau Pirêra.  A primeira informação seria que ele é um dos líderes da facção Revolucionários do Amazonas (RDA), uma fusão de alguns ex-membros da Família do Norte (FDN) com o Primeiro Comando da Capital (PCC).

Matheus foi preso na quarta-feira (5), juntamente com Patrick Regis de Sena, 28, e Antônio Marlon Silva dos Santos, 48. Marlon também  foi um dos mortos no fuzilamento.

Eles foram presos no Prosamin Mestre Chico, na zona Sul de Manaus, onde estariam em um beco para executar integrantes do CV.