Uma moradora de Goianésia, região central de Goiás, está internada em estado grave devido a complicações da Doença de Haff, também conhecida como “doença ou síndrome da urina preta”, causada pela ingestão de peixe contaminado.

De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde de Goianésia, a mulher começou a se sentir mal menos de 24 horas a ingerir peixe provavelmente contaminado. O fato se deu em 24 de Junho. Ela foi internada primeiro na própria cidade, mas precisou ser transferida para a capital.

Exame realizado em uma unidade de saúde em Goiânia confirmou a presença da “doença da urina preta” na paciente. Segundo divulgou a SMS de Goianésia, que monitora o caso de perto, a paciente encontra-se em estado grave, mas tem reagido bem ao tratamento.

Preocupada com a ocorrência do fato na cidade, a Prefeitura de Goianésia está investigando a ocorrência de novos episódios no município. Até agora, no entanto, ainda foi identificado nenhum novo caso.