“Uma situação super constrangedora que vivenciei hoje. Eu estava no saguão e tinha uma bolsa jogada no canto, não tinha ninguém [perto]. Eu peguei com a pontinha da mão e fui levar para o moço da recepção. Quando cheguei lá tinha um moço e ele começou a gritar falando em outra língua. Eu avisei que tinha achado no chão”, explicou.

“Ele me disse que o cara era o dono. Ele [o dono] começou a gritar comigo e o pior de tudo: porque eu era preta. Foi terrível ele falando… Que eu tinha pegado, como se eu precisasse pegar as coisas de alguém. O cara do hotel ficou muito constrangido. Eu falei para abrir e ver se sumiu alguma coisa. Ele viu que não tinha sumido nada e continuou me acusando. Comecei a tremer”, desabafou.

Ela também revelou que foi impedida de sentar em uma mesa no restaurante. “No dia que chegamos fomos proibidos de entrar no restaurante porque estávamos de calça jeans e jaqueta, e não podia. Mas não foi por causa disso. A gente pediu a mesa e eles não nos deixaram sentar onde queríamos. Eles nos colocaram para sentar em outra mesa”.

Fonte: https://istoe.com.br/natalia-deodato-desabafa-apos-ser-acusada-de-roubo-em-hotel-no-mexico/