A Defensoria Pública do Estado do Amazonas (DPE/AM) aderiu ao movimento internacional do Outubro Rosa, com a campanha “Se Toque para a Vida”. Consciente da importância da adoção de hábitos saudáveis de vida e da prevenção por parte de seus servidores, a Defensoria promoverá durante o mês ações focadas na saúde da mulher, com a divulgação e disponibilização de materiais informativos sobre o câncer de mama.

 

O objetivo da campanha é alertar mulheres e servidores de forma geral sobre a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de mama, além de tirar dúvidas e provocar reflexões sobre a saúde da mulher, bem como estimular hábitos saudáveis de vida e cuidados que auxiliem na prevenção e no diagnóstico precoce da doença.

 

Laços cor-de-rosa, símbolo internacional da luta e prevenção do câncer de mama, estão sendo distribuídos para os setores da Sede Administrativa e unidades da Defensoria, juntamente com ventarolas onde consta o passo a passo de como realizar o autoexame da mama.

 

No dia 13 de outubro, a DPE-AM promoverá uma Roda de Conversa com a participação da mastologista da Fundação Centro de Controle de Oncologia do Estado do Amazonas (FCecon), Hilka Flávia Barra, com a finalidade de incentivar as servidoras a tirarem suas dúvidas sobre a saúde da mulher, e dividir experiências relacionadas ao tema.

 

“A roda de conversa vai possibilitar que as participantes tirem suas dúvidas e compartilhem experiências. A ideia é também de aproximar as pessoas”, explica Cinthia Araújo, assistente social da DPE-AM.

 

A servidora ressalta que a campanha é fundamental para o bem-estar das mulheres, uma vez que a maior parte do quadro profissional da instituição é formado pelo público feminino.

 

“A Defensoria entende que precisamos cuidar dos nossos servidores, e normalmente as mulheres formam o maior número dentro do quadro de profissionais. Por isso, é necessário cuidar das mulheres, que, além de atuar em suas profissões, também são donas de casa, são esposas, mães. Precisamos cuidar desse público para que estejam bem para desempenhar suas tarefas profissionais”.

 

Detecção precoce e chances de cura – O câncer de mama representa 24,2% dos casos de câncer no mundo e a primeira principal causa de óbitos por câncer das brasileiras. Em 2021, a estimativa foi de 66.280 casos novos no Brasil, de acordo com o Instituto do Câncer (Inca). A doença também acomete homens, porém, é raro, representando apenas 1% do total de casos conforme dados do Instituto.

 

Quando o câncer de mama é diagnosticado e tratado ainda em fase inicial, as chances de cura chegam até 95%. Para prevenir o desenvolvimento e detectar a doença precocemente, é necessário realizar avaliações médicas de rotina e exames clínicos. O autoexame das mamas também pode ser feito, por meio do toque, mas não substitui exames clínicos.