Conseguir um emprego novo é uma grande alegria para a maioria dos desempregados. No período de experiência é necessário manter a disciplina e fazer tudo o que for preciso para que a empresa aprecie o trabalho do empregado e o mantenha contratado. Mas um guarda de museu cometeu uma grande infração em seu primeiro dia de trabalho.

Em seu primeiro dia de trabalho, o russo de 60 anos usou uma caneta esferográfica para desenhar olhos em uma pintura centenária avaliada em aproximadamente 6 milhões de reais. O quadro intitulado como Três Figuras, da pintora  Anna Leporskaya, é datado de 1930 e estava emprestado a galeria Yeltsin Center, em Ecaterimburgo.

O delito foi percebido por visitantes do espaço, estranhando os olhos na famosa pintura. Na versão original, as três faces retratada na tela só possuíam a forma, não tendo olhos, nariz ou boca.

Ele foi demitido em seu primeiro dia

O guarda foi imediatamente demitido. Após a aprovação de uma investigação, o homem foi acusado formalmente na esfera criminal e, caso seja considerado culpado, uma multa pode ser aplicada e o homem poderá cumprir pena de até 3 anos de prisão.

O quadro precisará passar por restauração e o valor do serviço ficará em torno de 3 mil euros (18 mil reais). Ainda não se sabe qual teria sido a motivação do guarda ao realizar o delito. A administração da galeria acredita que ele possa ter tido um lapso de sanidade.

Após o ocorrido, a galeria de arte deve instalar película de proteção em suas obras para evitar que coisas assim voltem a acontecer.

Fonte: 0News