Manaus – A operação ‘Viagem Segura – Ano Novo’ começou a fiscalizar veículos do sistema de transporte transportes intermunicipais hidroviário e rodoviário. A ação, que começou nesta quinta-feira (30) e segue até domingo (02), é realizada pela Agência Reguladora de Serviços Públicos Delegados e Contratados do Amazonas (Arsepam).

A estimativa da autarquia é que 28 mil pessoas utilizem o sistema de transporte intermunicipal coletivo de passageiros para acessar os diversos municípios do estado. O fluxo de passageiros deve ser 220% maior em relação às mesmas datas de 2020 (com total de 8.750 usuários), época com medidas de restrição de circulação mais intensas em decorrência da pandemia da Covid-19.

A Operação Viagem Segura – Ano Novo conta com o apoio do Batalhão de Policiamento de Trânsito (BPTran); da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa); e da Superintendência Estadual de Navegação, Portos e Hidrovias (SNPH).

Navegação

O Departamento de Transporte Hidroviário (DETH) da Arsepam informou que, nesses quatro dias, 15 mil pessoas devem optar por essa modalidade para viajar. Ao todo, 280 embarcações devem receber vistorias das equipes do órgão, com postos de fiscalização no Porto Público Privatizado de Manaus e nas balsas da Manaus Moderna, ambos no Centro, e no Porto da Ceasa, na zona sul.

As abordagens das equipes de fiscalização são direcionadas somente ao cumprimento da lotação dos barcos, não sendo permitido excedê-la. Conforme dados do DETH, os municípios que tendem a receber maior fluxo de passageiros são Careiro da Várzea, Iranduba, Distrito de Cacau Pirêra e Tefé.

Pelas estradas

O Departamento de Transporte Rodoviário (DETR) da Arsepam estima que 13 mil passageiros usem, no período da operação, essa modalidade para viajar. As equipes da autarquia devem fiscalizar 1.100 veículos (entre ônibus, micro-ônibus, vans e similares) que operam no sistema regular (viagens entre terminais rodoviários) e de fretamento eventual e contínuo.

No serviço de transporte rodoviário intermunicipal, os postos de fiscalização são Terminal Rodoviário Engenheiro Huascar Angelim – Rodoviária de Manaus, bairro Flores, zona centro-sul; Ponte Jornalista Phelippe Daou (Ponte Rio Negro), em Iranduba; Barreira de Fiscalização Estadual (AM-010 e BR-174), bairro Santa Etelvina, zona norte; e Barreira da Avenida das Flores, bairro Lago Azul (entrada do Viver Melhor 1), zona norte.

De acordo com projeção do DETR, os destinos mais procurados devem ser Itacoatiara, Manacapuru e Iranduba.