Brasil – O pastor evangélico José Cardoso Cunha, 26, e a amante Jamile Rolim Silva, 20, foram presos suspeitos de matarem um bebê recém-nascido e jogar o corpo da criança em um bueiro. O caso aconteceu no município de Caucaia, no Ceará.

De acordo com a Polícia Civil do Ceará (PCCE),  o crime foi descoberto após Jamile procurar uma unidade hospitalar no domingo (7) se queixando de dores. Os médicos constataram que ela havia tido um bebê e a interrogaram sobre a criança. Após ela dar informações para a equipe médica, a polícia foi acionada e iniciou a apuração do crime.

O corpo foi encontrado pela polícia jogado em um bueiro. As investigações apontam que o nascimento precoce do bebê aos oito meses foi induzido por remédios abortivos e, após o parto, a criança teria sido morta pela mãe com golpes de garfo no pescoço. A população ficou revoltada, saqueou a casa e tocou fogo no carro do pastor.

O pastor e a mãe da criança foram presos em flagrante por homicídio e ocultação de cadáver.

Relação

Jamile passou ter um relacionamento amoroso com pastor após ser acolhida por ele em um imóvel nos fundos da casa dele. Jamile logo engravidou e para que esposa não soubesse do caso extraconjugal que resultou na gravidez, o homem sugeriu o aborto da criança.