Governador também levou fomento e implementos agrícolas para o setor primário do município

Retomando o programa Peixe no Prato Solidário, o governador Wilson Lima, acompanhado da primeira-dama, Taiana Lima, entregou, nesta terça-feira (15/02), seis toneladas de tambaqui, que beneficiaram cerca de 3 mil famílias do município de Manacapuru (a 68 quilômetros de Manaus). Esta foi a primeira edição de 2022 do programa, que é realizado pela Agência de Desenvolvimento Sustentável do Amazonas (ADS), vinculada à Secretaria de Estado de Produção Rural (Sepror).

As famílias receberam o pescado no Colégio da Polícia Militar de Manacapuru, localizado na avenida Manoel Urbano, 1.550. Além de beneficiar a população, o programa incentiva o consumo do pescado que segue as boas práticas de manejo e controle sanitário, oferecendo um peixe saudável e nutricionalmente completo.

“Depois da pandemia, a gente tem outras crises que precisam ser superadas, e a crise da fome é uma delas. Muitas famílias perderam sua única fonte de renda, sua capacidade financeira. É por isso que nós implantamos aqui o Prato Cheio, que é o nosso restaurante popular em que as pessoas pagam R$ 1 por um prato de refeição. E hoje estamos aqui para fazer a entrega do nosso Peixe Solidário, o nosso Peixe no Prato”, ressaltou Wilson Lima.

A agricultora Ivanete Ferreira, 64, foi uma das primeiras a receber o pescado e falou sobre a ação. “Muito importante, porque hoje, com essa pandemia, o povo está passando fome. Eu só tenho a agradecer ao governador, porque ele olha com cesta básica, ele olha com peixe, com alimentação. Um peixe desse em uma mesa, hoje, é muito importante”, considerou.

O programa distribuiu, em 2021, mais de 300 toneladas de pescado. O valor investido no programa, no ano passado, foi superior a R$ 3,2 milhões.

“É um programa de extrema importância nesse momento, para atender essas famílias que foram tão afetadas com a pandemia, famílias em situação de vulnerabilidade social”, destacou Michelle Bessa, diretora-presidente da ADS.

Incentivo à pesca – Wilson Lima também entregou 100 motores rabetas repassados, por meio de um Termo de Fomento, para a Colônia de Pescadores Z-09, Associação de Pescadores de Manacapuru e para a Associação de Pescadores e Agricultores do município.

O repasse integra o conjunto de ações desenvolvidas pelo Governo do Estado, por meio do Programa Agro Amazonas. Ao todo, serão entregues 430 rabetas, que somam investimentos da ordem de R$ 333 mil.

Benefício ao produtor – Por meio do Instituto de Desenvolvimento Agropecuário e Florestal Sustentável do Amazonas (Idam), foram entregues 70 Cartões do Produtor Primário (CPPs) para agricultores das comunidades São João, Mariano, São Francisco e Novo Amanhecer.

Foram entregues, ainda, 70 Declarações de Aptidão ao Pronaf (DAP) a agricultores da zona rural do município. O documento viabiliza o acesso de produtores aos programas oferecidos pelos governos federal, estadual e municipal.

O Idam também entregou 10 kits de mudas de citrus. Ao todo, estão sendo entregues 16.411 sementes e mudas para agricultores familiares assistidos pelo Idam.

Fomento – Ainda em Manacapuru, Wilson Lima entregou fomento para três associações do setor primário e três do setor social, totalizando R$ 874.965 em recursos e beneficiando mais de 1,3 mil famílias, por meio do Fundo de Promoção Social e Erradicação da Pobreza (FPS).

Uma delas, a Cooperativa de Fruticultura dos Agricultores do Município de Manacapuru (Coopfamma), teve o galpão reformado e reinaugurado pelo governador, com investimentos que somam R$ 150 mil. Os recursos foram aplicados em melhorias que permitiram o aumento da capacidade de beneficiamento e armazenagem dos produtos, aumentando a renda e condições econômicas de seus associados.

Os associados da Coopfamma trabalham o cultivo de itens como mamão Havaí, mandioca, abóbora, melancia, maracujá, banana pacovã, banana maçã e goiaba.

Também no setor primário, a Associação Desenvolvimento Comunitário Rural Nossa Senhora de Nazaré recebeu R$ 135,6 mil para a aquisição de equipamentos como 22 roçadeiras, uma empacotadora para grãos e uma seladora.

Já para a Cooperativa dos Trabalhadores na Agricultura Familiar (Cootaf), o benefício foi de R$ 144,5 mil. Com o recurso, a cooperativa investiu em um caminhão baú.

No setor social, o fomento de R$ 145 mil beneficiou a Associação de Catadores de Materiais Recicláveis (Cootepla), que investiu na aquisição de nove triciclos motorizados para melhorar a coleta seletiva de resíduos sólidos.

O Instituto de Valorização da Vida recebeu R$ 150 mil para a aquisição de um veículo, que irá oferecer melhores condições de atendimentos socioassistenciais a crianças e adolescentes sob medida protetiva.

E a Associação Manacapuruense de Artesãos (AMA) recebeu fomento de R$ 149.865 e adquiriu materiais de consumo permanente e maquinários como triciclo, motosserra, máquina de solda, gerador e máquinas de costura.

 

Fonte: Secom

Foto: Tacio Melo