Foto: twitter/Time Brasil

O homem mais rápido do mundo é brasileiro. Após ficar com a medalha de ouro no Rio-2016, Petrúcio Ferreira repetiu a dose e ficou com o bicampeonato olímpico na categoria T47, para atletas com deficiências nos membros superiores. De quebra, ele bateu o recorde Paralímpico. Washington Júnior ficou com o bronze.

Muito emocionado, o campeão olímpico revelou o papo com o seu técnico. “Fiquei muito feliz porque, em um momento difícil, eu tive uma pequena discussão com o meu treinador e peço desculpas a ele. Eu perguntei a ele ‘você confia em mim?’ e ele disse ‘eu não confio 100%, eu confio 200%’. Usei a cabeça professor, muito obrigado”, comemorou.
Essa foi a quarta medalha de Petrúcio que, além dos dois ouros, tem duas pratas: nos 400m T47 e no revezamento 4x100m T42-47, também nos Jogos do Brasil.