Brasil – A Polícia Federal (PF) vai realizar parcerias com instituições financeiras e gigantes do e-commerce para formar uma força-tarefa. O objetivo: fortalecer o combate aos crimes cibernéticos.

A iniciativa do órgão é inédita no país. Entre as empresas que vão participar da troca de informações estão Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal, Santander, XP, Mercado Livre e Zetta. A Federação Nacional dos Bancos e associações financeiras, de crédito e de varejo também participam da força-tarefa.

O principal objetivo da iniciativa é que tanto a PF quanto os parceiros possam entender melhor o modus operandi dos criminosos virtuais, além de terem formas de se antecipar para possíveis ataques digitais.

A expectativa é que este compartilhamento de informações gere um constante aperfeiçoamento das defesas digitais por parte das instituições e das empresas.

A força-tarefa ainda visa desarticular organizações criminosas que cometem crimes cibernéticos, preservar a soberania nacional de ataques contra instituições públicas brasileiras e, um dos efeitos esperados, é o fortalecimento da segurança nacional para atrair investimentos externos.