Documento foi apresentado durante evento que reuniu todos os colaboradores da Procuradoria

A Procuradoria Geral do Estado (PGE-AM) apresentou o planejamento estratégico do órgão para o triênio 2022-2024. O documento, que começou a ser elaborado em fevereiro deste ano, foi apresentado aos procuradores, servidores, residentes jurídicos e estagiários da PGE-AM, reunidos em evento realizado na quinta-feira (07/04).

Em seu discurso de abertura, o procurador-geral do Estado, Giordano Bruno Costa da Cruz, destacou que as primeiras etapas consistiram na participação dos procuradores, chefes de especializadas e coordenadores nos cursos de planejamento estratégico, gestão de projetos e liderança.

“O planejamento estratégico não é linha de chegada. É o mapa de prioridades a ser seguido pela PGE-AM nos próximos três anos. Isso foi fruto de decisões coletivas de todos os integrantes da classe. Não há esse tipo de construção que não seja em conjunto, assim como será sua implementação”, explicou.

Implantação – De acordo com a professora de Gestão Pública, Alzimeri Martins Ribeiro, uma das responsáveis pela implantação da iniciativa, o planejamento direciona os esforços que foram feitos para que o projeto seja implantado no órgão.

“Foi honroso mostrar as etapas que foram elaboradas do planejamento estratégico, o caminho que vamos percorrer para tornar a PGE-AM um ambiente com que os servidores sonham, que vai trazer qualidade de vida, uma organização mais racional, que vai trazer os seus objetivos de maneira mais a efetiva, eficaz e eficiente”, afirmou.

Mapa estratégico – O mapa estratégico do projeto foi apresentado pelo subprocurador-geral adjunto Isaltino José Barbosa Neto, que disse estar feliz por ser o porta-voz desse momento.

“Essa apresentação foi um ponto de partida para os próximos anos da PGE-AM, para o triênio de 2022-2024, e isso será uma mudança permanente na cultura do órgão, de agirmos sempre de forma planejada. A partir disso, saberemos qual direção deveremos seguir, e estaremos indo juntos. As oficinas provaram como a nossa inteligência coletiva é muito maior do que uma inteligência isolada. Esse mapa é um divisor de águas para uma instituição que vai completar 50 anos em novembro, e todos nós fazemos parte desta mudança”, disse o procurador.

Projetos prioritários – A coordenadora do Centro de Estudos Jurídicos (Cejur), procuradora Clara Lindoso e Lima, enfatizou que o mapa estratégico abrange três projetos prioritários que dizem respeito a resultados que foram pensados no planejamento estratégico.

Segundo ela, o primeiro projeto tem o objetivo de modernizar o sistema de cobrança da dívida ativa, por meio da criação de um portal do contribuinte, com previsão de entrega para final deste ano de 2022.

O segundo projeto tem como foco otimizar as soluções de demandas de massa, inicialmente com a implementação completa da Câmara de Prevenção e Resolução Administrativa de Conflitos.

Já o terceiro projeto visa incrementar a atuação consultiva da PGE, com disponibilização de um banco de teses que poderá ser acessado pela Administração.

Otimização – Para a assessora da Coordenadoria do Parcelamento da Dívida Ativa, Karoline Rocha, de 27 anos, o novo projeto de gestão da PGE-AM vai melhorar o atendimento ao cidadão e também otimizar o trabalho dos servidores que atuam na área da dívida ativa, refletindo diretamente no aumento da arrecadação.

“As negociações para regularizar os débitos dos contribuintes serão mais acessíveis e céleres”, afirmou.

Por sua vez, a assistente procuratorial Solange Correa Nunes, 58, que está há 30 anos na PGE-AM, atualmente atuando na Procuradoria Judicial Comum, disse que é a primeira vez que o órgão está tendo essa iniciativa, que vai proporcionar resultados eficazes. “Fico feliz porque essa iniciativa vai facilitar o nosso trabalho e contribuir para a melhoria no fluxo de informações e tramitação de processos”, salientou.

Resultados – O subprocurador-geral adjunto Eugênio Nunes Silva encerrou o evento enfatizando que os órgãos precisam se reinventar, e para isso é necessário a busca de novos caminhos para o alcance de resultados.

“É uma necessidade e precisa da participação de todos para o alcance e entrega de um trabalho de excelência”, finalizou.

FOTOS: Cocecom/PGE-AM