A denúncia foi feita na tribuna da Câmara Municipal de Parintins, nesta terça-feira (15), pela vereadora Brena Dianná

A má utilização do uso do dinheiro público do povo parintinense foi motivo de indignação da vereadora Brena Dianná (PSD), que utilizou seu espaço na Câmara Municipal de Parintins para relatar e cobrar lisura no uso do orçamento, estimado em R$ 240 milhões para o ano de 2022.

A Escola Municipal Walkiria Viana Gonçalves, localizada na Agrovila São Sebastião do Caburi, zona rural de Parintins, foi inaugurada há cerca de cinco meses e já entrou no cronograma de obras da prefeitura com o valor orçado em mais de R$ 600 mil. “Muitas obras são entregues sem estar concluídas, como é o caso da escola Walkiria Viana. Mal iniciou o ano letivo e uma reforma no valor de R$ 637 mil será realizada no prédio público. E ninguém fala sobre o motivo da reforma em tão pouco tempo depois da inauguração. Por que a prefeitura não disponibiliza os dados integralmente das obras públicas?”, argumentou a parlamentar.

Brena Dianná também questionou o cronograma de execução de atividades da Secretaria Municipal de Obras e Serviços Públicos de mais de R$ 21 milhões para este ano. “Solicito da secretaria competente, bem como da prefeitura, o relatório de obras. A sociedade precisa saber se é construção, reforma, assim como os valores gastos, a programação e quaisquer outras informações de melhorias nas escolas a serem realizadas em 2022”, falou, de forma incisiva, a vereadora.

O retardamento de obras também foi outro ponto abordado com preocupação em virtude do atraso comprometer o oferecimento de serviços públicos. “Um exemplo é na Baixa do São José. Temos no local duas placas de projetos independentes, que são indissociáveis: R$ 844 mil para a urbanização da Baixa do São José e R$ 892 mil para a construção do Mercado Municipal na área. De acordo com as placas, as obras foram iniciadas em 2020 e deveriam ter sido concluídas no mesmo ano. São investimentos oriundos do governo federal e da prefeitura municipal. Nenhum dos dois projetos avança, prejudicando as pessoas que irão se beneficiar como visitantes, clientes e permissionários do mercado”, denunciou Brena.

Na tribuna, ela também pediu que fosse fiscalizado com mais rigor o serviço de pavimentação, tapa-buraco e recuperação das vias públicas na cidade de Parintins. Segundo a parlamentar, ruas e avenidas apresentam sérias deficiências que comprometem a circulação tanto de veículos quanto de pedestres. O reduzido número de policiais no município também foi questionado. A vereadora do PSD pediu aumento do efetivo e a instalação de um canal eficiente de comunicação da Polícia Militar com a população.