InícioMANAUSPrefeitura disponibiliza mais de 647 mil mudas de plantas para arborização e...

Prefeitura disponibiliza mais de 647 mil mudas de plantas para arborização e paisagismo em Manaus

O Centro de Produção de Mudas da Prefeitura de Manaus, mantido pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente, Sustentabilidade e Mudança do Clima (Semmasclima), alcançou a marca de 647 mil mudas produzidas ou recebidas por compensação ambiental desde 2021, entre plantas frutíferas, ornamentais e medicinais.

A produção auxilia na recuperação ambiental de áreas verdes na capital, com arborização e paisagismo, ajudando a amenizar as altas temperaturas e a melhorar a qualidade de vida da população.

De acordo com a Semmasclima, desde 2021, o Centro de Produção de Mudas já produziu 469 mil mudas e recebeu 178,5 mil por compensação ambiental. Deste total, mais de 237 mil mudas foram doadas para a população e para instituições da capital e cerca de 20 mil árvores foram plantadas na cidade pela atual gestão municipal. As demais mudas deverão ser distribuídas nas ações que são realizadas semanalmente.

O ano de 2023 foi o de melhor resultado do Centro de Mudas, alcançando a produção de 234.990 no total, o que equivale a quase a metade das 469.745 produzidas em todo o período de 2021 até junho deste ano. O número de mudas doadas também foi maior no ano passado, sendo de 85.785, em 2022 ocorreram 72.681 doações, 47.558 em 2021 e, neste ano, já foram doadas 31,1 mil mudas até 13 de junho.

A produção ocorre em uma área do Instituto Federal do Amazonas (Ifam) – Campus Manaus Leste, que possui uma parceria com a Semmasclima. De acordo com o secretário Antonio Stroski, titular da pasta municipal do Meio Ambiente, o Centro de Produção de Mudas permite à prefeitura manter uma estrutura sólida para dar continuidade ao serviço de embelezamento da cidade, recuperação de áreas degradadas, por meio de paisagismo e arborização.

“Para arborizar Manaus nós temos que ter uma estrutura, uma retaguarda sólida, um trabalho continuado, permanente para reposição das plantas e também para plantio, a arborização de novas áreas, recuperação de áreas degradadas, obras de paisagismo, o embelezamento da cidade, melhoramento das condições térmicas e tudo mais que a arborização propicia”, disse o secretário, que está atuando para a instalação da Central de Mudas em área própria da prefeitura.

A engenheira agrônoma Laiane Torres, responsável-técnica pelo Centro de Mudas, explicou o processo que é feito com as mudas recebidas por compensação ambiental.

“Nós recebemos, aclimatizamos, adaptamos, e essas mudas futuramente serão utilizadas nas nossas ações de arborização e também nas nossas ações de doação de muda, onde pelo menos uma vez por semana nós estamos em um local, em um bairro da cidade, em uma zona diferente, doando, fomentando a população com essas mudas, para que elas produzam em suas residências e em seus quintais”.

Laiane explica que as plantas oriundas do Centro de Mudas precisam de um cuidado específico para poder sobreviver nos canteiros em vias públicas. “Elas precisam desse ambiente, para que elas se aclimatizem e que elas tenham maior sucesso no ambiente urbano, uma vez que quando a gente vai fazer essas ações de arborização em meio urbano, elas precisam estar preparadas, fortalecidas, já que elas vão enfrentar condições muito adversas, como extremo calor devido à proximidade com asfalto. Muitas vezes esses canteiros são diminutos, são pequenos”, explicou.

Doação de mudas

A professora aposentada Eulália Vieira mora no conjunto Hiléia, na zona Centro-Oeste de Manaus, e quando tem conhecimento da doação de mudas pela Semmasclima, ela vai atrás, tanto para cuidar em seu jardim quanto para plantar em uma área verde que fica próxima de sua casa. Eulália afirma que a população precisa compreender que precisamos ter mais árvores na cidade e cuidar de áreas verdes.

“As pessoas têm que compreender que nós precisamos de árvores e quebrar essa ideia de que a árvore atrapalha. As árvores são amigas, elas nos dão qualidade de vida, tranquilidade, psicologicamente as pessoas se sentem melhor quando tem uma arborização, quando caminham numa área verde. A população, de um modo geral precisa abraçar essa causa de plantar árvores na frente da sua casa ou então em algum espaço ou logradouro público em que ela possa olhar e cuidar”, contou.

Tereza Garcia, agricultora aposentada e estudante de viveicultura, aproveita a doação de mudas para aumentar a quantidade de plantas no quintal de casa, no bairro Novo Aleixo, na zona Leste, e também no seu sítio. Ela é mais uma apaixonada por plantas que compreende a importância de cultivá-las.

“Essa ação da prefeitura é muito válida, porque quando faz a divulgação, as pessoas já ficam logo querendo ir pegar uma mudinha. Principalmente eu. E a gente pega as mudinhas para embelezar nossos quintais, nossas casas e levar para os sítios. As frutíferas, para futuramente a gente ter frutas saudáveis para comer, plantas medicinais para ter próximo quando necessário e até mesmo para amenizar o calor”, explicou.



Artigos Relacionados

LEIA MAIS