BRASIL – Michael Douglas da Silva, de 28 anos, foi preso nesta quarta-feira (18), suspeito de assassinar com 28 facadas a estudante da Unicamp Mayara Roquetto Valentim, no domingo (15).

A prisão foi feita pela Polícia Civil e pelo Batalhão de Ações Especiais de Polícia (Baep) da Polícia Militar de Piracicaba (SP).

“A equipe do rádio patrulhamento I-24102, deparou-se com o indivíduo que, ao avistar os policiais, se evadiu para uma área de mata. As Equipes de Ações Especiais de Polícia realizaram o cerco no local e adentraram a área de mata e se depararam com o suspeito, ele se evadiu para o outro lado onde foi capturado por equipes da Polícia Civil”, informou o Baep, em nota.

Silva é suspeito de tentar matar outra mulher, no sábado (14), e já há um mandado de prisão temporária contra ele, segundo o delegado Fabiano Antunes. Ele já tinha tentado matar o padrasto, segundo a polícia.

Sobre o caso

Mayara foi encontrada assassinada com 28 facadas no braço, mão tórax e cabeça em uma área de mata, na estrada da Serra da Paulista, distante 3,9 quilômetros da casa dela.

A universitária saiu de casa para caminhar por volta das 11h e não retornou. A família e amigos fizeram buscas e divulgaram fotos nas redes sociais, mas ela só foi encontrada a noite.

Ela cursava Ciências Biológicas da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) e queria ser professora.