TCE


Estagiários contratados pela empresa vão trabalhar em Silves, no Complexo Azulão

A Eneva, principal operadora privada de gás natural em terra no Brasil e uma empresa integrada de energia, está com seis vagas abertas para o Programa de Estágio Técnico 2024, contemplando áreas como Eletrotécnica, Eletromecânica, Petróleo e Gás. Estas oportunidades envolvem contribuir para um dos maiores complexos de exploração, produção e geração de energia a gás natural do Brasil – o Complexo Azulão, situado em Silves, no Amazonas. O programa proporciona aos estudantes aprendizado prático, vivência e desenvolvimento de carreira com foco nas áreas de operação e manutenção.

As inscrições permanecem abertas até o dia 24/1 e os contratos com os novos estagiários terão duração de um ano. O processo de seleção será conduzido de forma online e presencial, acontecendo em seis etapas: inscrição, fit cultural, testes e dinâmicas, entrevistas individuais e admissão.

“A Eneva tem o compromisso de promover o desenvolvimento da mão-de-obra local, fortalecendo as comunidades ao redor de suas operações. A premissa da empresa de fomentar a região de Silves e Itapiranga é fundamental para nossa visão estratégica, implementando as melhores práticas com responsabilidade social”, enfatiza o diretor-executivo de Recursos Humanos, Saúde e Segurança da Eneva, Ricardo Matheus Santos.

Para participar, interessados devem se inscrever através deste link. É requisito estar cursando Eletrotécnica ou Eletromecânica ou Petróleo e Gás e residir em Silves ou Itapiranga (AM). O horário de trabalho compreende seis horas diárias.

Os selecionados terão benefícios como assistência médica e odontológica, vale-refeição, vale transporte ou transporte fornecido pela empresa, além de uma remuneração alinhada com o mercado.

Sobre a Eneva

A Eneva é a maior operadora privada de gás natural onshore do Brasil e uma empresa integrada de energia, que atua da exploração e produção (E&P) do gás natural até o fornecimento de soluções de energia. A companhia possui ativos de E&P nos estados do Amazonas, Maranhão, Mato Grosso do Sul e Goiás. Atualmente, opera 12 campos de gás natural nas Bacias do Parnaíba (MA) e Amazonas (AM), possuindo, ao todo, uma área total sob concessão superior a 63 mil km², a maior no Brasil.

Com um parque de geração com 5,95 GW de capacidade contratada em operação e construção, a Eneva produz energia segura e competitiva para o sistema elétrico brasileiro. Seus ativos de geração termelétrica já operacionais estão localizados nos estados do Maranhão (Complexo Parnaíba e Itaqui), Ceará (Pecém II), Sergipe (Hub Sergipe) e Roraima (Jaguatirica II) e os demais, ainda em fase de implementação, estão situados no Amazonas (Complexo de Azulão, com o projeto Azulão 950 MW) e no Maranhão (UTE Parnaíba VI e as plantas de liquefação de gás natural). Em renováveis, a Eneva iniciou, em 2023, a operação comercial do Complexo Solar Futura, em Juazeiro, na Bahia – um dos maiores parques fotovoltaicos das Américas.

Pioneira por natureza, a Eneva desenvolveu um modelo de negócio inédito no Brasil: o Reservoir-to-Wire (R2W), que consiste na geração térmica integrada aos campos produtores de gás natural e o SSLNG (o Gás Natural Liquefeito em Pequena Escala) produzido e entregue a grandes clientes industriais por meio rodoviário, no modelo Reservoir-to-Client (R2C). Com isso, a companhia desempenha um papel importante na transição da matriz energética brasileira, oferecendo energia a partir de um combustível flexível, econômico e eficiente. Listada no Novo Mercado da B3 (Bolsa de Valores brasileira) desde 2007, a empresa integra o Ibovespa e o Índice de Sustentabilidade Empresarial (ISE), entre outros índices da Bolsa. A Eneva visa continuar crescendo de forma responsável, oferecendo soluções de energia confiáveis e acessíveis para a sociedade.

 

Fonte: Eneva

Foto: Marcos Pinheiro