TCE


Manaus – Alcirene Alves Fontes, 38, Klicia Adria da Silva, 25, Marcos Heleno Batista Marinho, 48, Patrick Rodrigues Caldas, 29, Rosimeire Lima de Souza, 25, foram presos, na quarta-feira (22), suspeitos de integrar uma quadrilha que aplicava golpes contra idosos em agências bancárias no município de Rio Preta da Eva (a 57 quilômetros de Manaus).

A prisão da quadrilha ocorreu na zona rural da rodovia AM-010. Três homens que também integram a quadrilha já tinha sido presos em Manaus quando tentavam ir para o Rio Preto da Eva.

De acordo com o delegado Henrique Brasil, titular do 36ª Distrito Integrado de Polícia (DIP), as vítimas eram ludibriadas a realizar transações bancárias e empréstimos, no momento em que iam receber seus respectivos salários ou benefícios oriundos de programas sociais do governo.

Após se aproximarem das vítimas no momento dos saques dos benefícios, os criminosos trocavam os cartões dos idosos e sacavam todo o dinheiro que tinha na conta deles, além de realizarem empréstimos no nome das vítimas. O delegado informou que um dos idosos morreu após entrar em uma depressão profunda devido ter sido vítima do grupo.

“Um senhor de 78 anos foi enganado em dezembro do ano passado e depois que aconteceu isso, ele entrou em uma depressão profunda, começou a não querer mais se alimentar e nem beber água e veio a óbito no mês de fevereiro. é uma quadrilha que às veze pensa que está tirando apenas o patrimônio, mas na verdade está tirando a vida da vítima, porque a pessoa depende daquilo”, disse o delegado.

Sobre as quantias dos empréstimos feitos pela quadrilha, a polícia informou que alguns chegaram a R$ 10 mil. O titular do 36ª DIP também contou que as mulheres do grupo eram as responsáveis por abordarem as vítimas, faziam as trocas dos cartões e recebiam uma quantia diária de R$ 100.

Cinco dos suspeitos já tinha passagens pela polícia por furto. A quadrilha ficará à disposição do Poder Judiciário.

Com informações da assessoria