A TV Globo ainda mantém segredo sobre o assunto, mas ao que tudo indica, Marcos Mion pode ser o novo apresentador do Big Brother Brasil após Tiago Leifert anunciar a saída da emissora, nesta quinta-feira (9). Confira as pistas que indicam isso:

1.  O “Caldeirão” vai durar só 4 meses 

Ainda no ato da contratação do apresentador, já havia sido anunciado que o “Caldeirão” com ele à frente deve durar somente até dezembro.

A emissora não iria contratá-lo no intuito de somente “cobrir” Luciano Huck por 4 meses, e desperdiçar o seu carisma com projetos de menor visibilidade. Para tanto poderia ter arranjado algum substituto que já fosse da casa.

2. A Globo já sabia que não poderia mais contar com Tiago Leifert  

Em seu post sobre a demissão, no Instagram, Leifert contou que já havia dito à emissora que tinha vontade de sair ainda em 2020, mas ambos resolveram conversar novamente perto do vencimento do contrato.  A emissora não iria deixar de preparar o terreno para a iminente saída de Leifert, que passou de criticado no início, a querido do público, no BBB21.

Além de tudo, houve a grande repercussão da empolgação do apresentador ao ser contratado pela Globo, dizendo ser o seu grande sonho, o que virou até meme.

3. Marcos Mion já foi cotado para outro reality global

Segundo o Notícias da TV, Marcos Mion já havia sido procurado pela emissora em 2018, quando estreou em “A Fazenda 10”, mas na época, sem garantia de comandar um grande projeto, Mion preferiu ficar na Record. Agora em 2021, quando foi demitido da emissora de Edir Macedo, o apresentador entrou na mira da Globo já para “No Limite 5”. Mas isso não foi possível devido ao aviso-prévio que ele cumpria com a Record, e André Marques foi escalado como “plano B”.

4. Quanto mais engajamento, melhor

Agora, a expectativa dos fãs de BBB é enorme para que Mion assuma o programa. Há outros nomes sendo cotados pelo público, entre eles Ana Clara e até André Marques, mas o de Mion já sai em disparada como o favorito dos telespectadores, como é possível observar pelos comentários sobre o assunto nas redes sociais.

Fonte: Purepeople