A Secretaria de Estado de Saúde do Amazonas (SES-AM) assinou, nesta terça-feira (24/08), o Termo de Fomento com o Abrigo Moacyr Alves (AMA) para ampliação do atendimento à Pessoa com Deficiência (PcD) na rede estadual de saúde. A iniciativa faz parte do Programa Saúde Amazonas, no eixo de Reorganização da Rede e Ampliação do Faturamento, e está inserida entre as ações da Semana Nacional da Pessoa com Deficiência Intelectual e Múltipla do Governo do Amazonas.

O AMA foi habilitado como Centro Especializado em Reabilitação Tipo II (CER II), voltado para o atendimento ambulatorial em reabilitação física e intelectual, e passa a integrar a Rede de Cuidados da Pessoa com Deficiência do Estado. Além do Abrigo Moacyr Alves, o Centro de Vida Independente (CVI) e o município de Nova Olinda do Norte foram habilitados pelo Ministério da Saúde (MS).

Com as três habilitações, serão ofertados na rede pública 100 mil atendimentos (procedimentos ou consultas) por ano e 8.400 por mês, nas modalidades física e intelectual, para a população adulta e pediátrica.

O secretário de Estado de Saúde, Dr. Anoar Samad, destacou a importância da ampliação do acesso aos serviços. “Além de ampliar a oferta do serviço na rede, a instituição está apta a receber recursos federais, o que permite aumentar e melhorar o acesso das pessoas aos serviços. A habilitação também aumenta o acesso aos serviços de saúde, via Sistema de Regulação, e proporciona a inclusão das pessoas com transtorno do espectro do autista“, disse o médico.

A diretora do AMA, Claudete Ciarlini, ressaltou que o fomento irá permitir aumentar o número de atendimentos e de profissionais especializados. “É importante e vai nos dar uma segurança muito grande no trabalho que desenvolvemos no abrigo. Com essa parceria poderemos ampliar os serviços. Atender uma demanda muito maior que bate à nossa porta da comunidade. Os profissionais como neurologista, ortopedista, terapeuta ocupacional, mais psicólogos, fisioterapeutas, nutricionistas já estão compondo o nosso quadro de serviços”, afirmou a diretora.

Avanços – O Governo do Amazonas ampliou a oferta de serviços a partir da organização dos fluxos de atenção e de novas habilitações na capital com o fomento a Organizações da Sociedade Civil (OSCs) que atuam com PcDs no Amazonas.

A SES-AM está reorganizando a rede de atenção à pessoa com deficiência, por meio do programa Saúde Amazonas, para implantação de CER nos municípios e aprovou, na Comissão Intergestores Bipartite (CIB), a construção de centros e a aquisição de equipamentos e de veículos adaptados para vários municípios.

Entre os avanços estão a construção, em andamento, do novo espaço do CER III da Policlínica Codajás para ampliar a assistência da PcD e a oferta de atendimento em neuropediatria em três Centro de Atenção Integral à Criança (Caics) que estão sendo reformados para ampliar a quantidade de especialidades e serão denominadas de Caic+ Especialidades.

No CER II da Policlínica Antônio Aleixo são utilizadas técnicas do método inovador Pediasuit na rotina de tratamento de reabilitação, física e intelectual, de pacientes com distúrbios neurológicos, como paralisia cerebral, microcefalia e outras condições que afetam as funções motoras e cognitivas.

Semana – O Governo do Amazonas iniciou a programação da Semana Nacional da Pessoa com Deficiência Intelectual e Múltipla, na sexta-feira (20/08), com o anúncio da liberação de R$ 6 milhões em fomento para OSCs voltadas ao público PcD no Estado.

A semana, comemorada de 20 a 28 de agosto, foi instituída pela Lei nº 13.585/2017, com o objetivo de desenvolver conteúdos para conscientizar a sociedade sobre as necessidades específicas de organização social e de políticas públicas, para promover a inclusão social desse segmento populacional e para combater o preconceito e a discriminação.
Vacinação – Dez adolescentes de 12 a 17 anos com comorbidades foram vacinados contra a Covid-19 na sede do Abrigo Moacyr Alves, na rua Professora Lea Alencar, bairro Alvorada, zona centro-oeste de Manaus, na manhã desta terça-feira. Equipe da SES-AM acompanhou a realização da vacinação na instituição que acolhe crianças, adolescentes e adultos com deficiências físicas e intelectuais.

FOTO: Rodrigo Santos/SES-AM