AMAZONAS – Na manhã desta quarta-feira (13) a Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap) realizou a entrega de ovos de chocolates produzidos por internas do Centro de Detenção Feminina (CDF). A ação foi realizada no instituto filantrópico Casa da Criança no centro de Manaus, com o objetivo de proporcionar a ressocialização e solidariedade.

Os 300 ovos de chocolate foram destinados aos alunos da Casa da Criança que foram produzidos por internas no Centro de formação e Capacitação (Cefec).

As reeducandas receberam a capacitação por meio de uma oficina ofertada pela Seap em parceria com a empresa terceirizada Reviver, onde puderam aprender sobre as técnicas de banho-maria, enformagem dos ovos e embalagem que gerou certificado de participação e uma carga horária de 20h.

A cerimônia de entrega contou com a presença do secretário titular da Seap, coronel Paulo Cesar; o secretario executivo adjunto coronel André Luiz Barros Gioia; a chefe de Departamento de Ressocialização Social da Seap (Deresc) Keyla Prado; a representante da empresa terceirizada Reviver Ellen Reis; a diretora do Instituto Casa da Criança irmã Maria da Cruz, alunos e professores do local.

Durante o evento, as crianças prestaram homenagem em forma de agradecimento pela doação dos ovos, em seguida foi realizada uma dinâmica de caça aos ovos com os alunos.

Na ocasião, o secretário titular da Seap, coronel Paulo Cesar, agradeceu ao Governador Wilson Lima pelo apoio na realização de projetos como este, que é possível graças aos programas de ressocialização promovido pela Secretaria dentro do sistema prisional.

“A doação desses ovos de chocolate é fruto antes de tudo, da capacitação oferecida no sistema prisional para estas Pessoas Privadas de Liberdade, aproveito a oportunidade e agradeço ao governador Wilson Lima e a primeira dama do estado Tatiana Lima, por acreditarem nos projetos de ressocialização que a Seap vem desenvolvendo”, pontuou.

“É um momento de alegria e descontração para nossas crianças e para nós funcionários que cuidamos delas, sempre que há uma ação como esta é um sinal de motivação. Esse momento só vem contribuir para fortalecer a nossa missão, a nossa alegria e o nosso desejo de servir melhor”, disse emocionada a diretora do instituto, irmã Maria da Cruz.

“Eu me senti muito contente, porque é uma maneira de termos oportunidades, uma nova perspectiva de vida. Foi muito importante para cada uma de nós fazer essa produção, nos dedicamos muito para que as crianças pudessem receber cada ovo de chocolate”, finalizou Gabriela (nome fictício).

 

Com informações da assessoria