Em sessão solene na Câmara Municipal de Manaus (CMM), no bairro Santo Antônio, zona Oeste, pelo Dia do Pedagogo, celebrado nesta sexta-feira, 20/5, a titular da Secretaria Municipal de Educação (Semed), Dulce Almeida, anunciou o repasse de R$ 2 milhões, de uma emenda parlamentar para a Prefeitura de Manaus. A proposta é de autoria do senador Omar Aziz e o recurso será aplicado na educação especial, a fim de potencializar o atendimento do Complexo Municipal de Educação Especial (CMEE) André Vidal de Araújo, localizado no bairro Nossa Senhora da Graças, zona Centro-Sul.

A secretária explicou que o recurso seria destinado à educação realizada na área rural de Manaus, contudo devido à falta de titularidade das escolas existentes, requisito exigido pelo governo federal para a consolidação do repasse, a emenda será designada para outra área da rede municipal de ensino, bem como para a obtenção de equipamentos educacionais.

“Inicialmente, esta verba seria aplicada nas escolas da zona rural, mas devido às questões burocráticas, não será possível aplicar este recurso, no momento, nesta área. Por isso, conversei com o senador Omar, vimos a questão legal, e vamos aplicar este recurso de R$ 2 milhões em equipamentos para a educação especial. Nosso objetivo é tornar o André Vidal um centro de referência de educação especial do Norte do país”, destacou Dulce.

A secretária municipal de Educação também reiterou que a gestão David Almeida preza pelo diálogo e ações conjuntas. “Vamos conversar com os profissionais da educação especial, bem como chamar nossos colegas professores que fazem educação naquele espaço, para verificar o que precisam. Somos uma casa de educação e precisamos sempre fazer como o prefeito David Almeida ordena, o melhor para Manaus”, completou.

Para a gerente da Educação Especial, Francimery Lima, o recurso financeiro impulsionará os trabalhos desenvolvidos pela educação especial da Semed.

“A secretária Dulce Almeida nos presenteou com essa notícia, que vamos receber recursos advindos de uma emenda parlamentar. Assim, estamos muito felizes, porque vai ser investido em equipamentos para os nossos alunos autistas, surdos e deficientes visuais e intelectuais. Sendo assim, vai engrandecer e melhorar o nosso acompanhamento nas questões pedagógicas dos nossos alunos, público-alvo da educação especial”, enfatizou.

 

Fotos: Thaís Araújo e Mário Oliveira/ Semed