InícioAMAZONASSusam elabora plano para retomada de atendimentos pós-pandemia no Delphina Aziz

Susam elabora plano para retomada de atendimentos pós-pandemia no Delphina Aziz

 A gestão da
Secretaria de Estado de Saúde do Amazonas (Susam) está preparando um plano de
ação para a retomada dos atendimentos do Hospital Delphina Aziz no
pós-pandemia. O objetivo é reforçar o sistema de saúde e promover a redução de
filas para consultas e cirurgias. Na manhã desta quinta-feira (23/7), o
secretário interino da Susam, Marcellus Campêlo, reuniu-se com diretores da
unidade para discutir a estratégia visando a retomada dos atendimentos no
hospital.
 Com a
pandemia do novo coronavírus no estado, o Hospital Delphina Aziz passou a
receber apenas pacientes com Covid-19, tornando-se a unidade referência para o
tratamento da doença. Dessa forma, os atendimentos que eram realizados no
hospital voltados para outras doenças foram suspensos.
 O
secretário interino ressaltou que a reorganização da rede de saúde já está em
andamento e é uma determinação do governador Wilson Lima. Segundo ele, a Susam
está sendo reestruturada e há planos específicos para cada unidade de saúde
dentro de um plano operacional, que está sendo preparado e será apresentado ao
governador.
 “Como o
Delphina é um hospital de referência no combate à pandemia, nós temos que fazer
isso com muita cautela e planejamento, revisando as notas técnicas com toda a
rede para poder absorver isso [os atendimentos e cirurgias]. A ideia é utilizar
o potencial do Delphina para apoiar na redução das filas e nos atendimentos da
rede de saúde do estado do amazonas”, disse Campêlo.
 O Hospital
possui 350 leitos, sendo 100 de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) e 250 leitos
clínicos. Tem 36 mil metros quadrados de área construída e 80 mil metros quadrados
de área total. A estrutura da unidade conta ainda com 11 salas cirúrgicas, um
parque tecnológico para realização de exames com: Endoscopia, Colonoscopia,
Ultrassonografia, Ressonância Magnética, Tomografia Computadorizada, RX
Telecomandado, cardiologia com exame de mapa holter, esteira ergométrica,
eletrocardiograma, ecocardiograma e mamografia.
 A diretora
assistencial do Delphina Aziz, Cinthia Rodrigues, disse que o início desse
planejamento é positivo tendo em vista que o objetivo maior é a melhoria na
assistência à saúde para a população. “A população vai ganhar muito com essa
definição de hoje. Não é apenas pensar agora na situação da pandemia, mas o
pós-pandemia também e as outras patologias porque elas não deixaram de existir.
É fundamental a gente pensar na Covid-19 porque ainda é uma situação real, mas
a gente também tem que pensar nas outras patologias e prestar assistência para
a sociedade”.
 O
secretário executivo adjunto da Assistência Especializada da Capital da Susam,
Thales Schincariol, destaca que a capacidade de atendimentos do hospital
consegue contribuir para reorganizar toda a rede de cirurgias eletivas e
reduzir as filas de internações e procedimentos.
 “A
estrutura aqui é invejável. A gente está falando de uma estrutura de um hospital
de grande porte, um dos melhores hospitais privados do Brasil. É um hospital
que comporta e tem uma capacidade espetacular de absorver pacientes. Reduzindo
as filas, iremos dar prosseguimento aos atendimentos das demandas reprimidas de
cirurgias eletivas como de urologia, vasculares, entre outros procedimentos”,
acrescentou.
Fonte: SUSAM
Foto: Rodrigo Santos



Artigos Relacionados

LEIA MAIS