InícioMANAUSValorização do servidor marca os 1.000 dias de gestão do prefeito David...

Valorização do servidor marca os 1.000 dias de gestão do prefeito David Almeida

Uma força-tarefa de mais de 34,7 mil servidores municipais, nas mais diferentes áreas de atuação, é responsável por, diariamente, oferecer um serviço de excelência à população de Manaus. Em reconhecimento a todo empenho e dedicação, a Prefeitura de Manausconsolidou uma política de valorização desses trabalhadores a partir da implementação de Planos de Cargos, Carreira e Remuneração (PCCRs), reajuste de benefícios, capacitação contínua e atividades de motivação e bem-estar nesses 1.000 dias de gestão municipal.

 

A prefeitura, por intermédio da Secretaria Municipal de Administração, Planejamento e Gestão (Semad), também atua na democratização do acesso ao ensino superior e a um segundo idioma, com mais de 270 mil oportunidades de ingresso em instituições particulares de ensino, pelos programas de inclusão socioeducacional – Bolsa Universidade, Bolsa Idiomas e Bolsa Pós-Graduação.

 

Uma dessas iniciativas de valorização dos servidores foi a implementação do PCCR, que beneficiou mais de 1,5 mil servidores que não dispunham de um mecanismo que possibilitasse a evolução na carreira, por não estarem vinculados a nenhuma das áreas da administração municipal com planos próprios, como Finanças, Educação e Saúde. A área não específica é composta por servidores municipais que desempenham suas atividades em 17 secretarias da prefeitura.

 

Servidora da Semad há 41 anos, a assistente administrativa Maria Dulcimar Monteiro da Silva classificou como excelente a gestão David Almeida. “Nesses mais de 40 anos, nós, servidores da Área não Específica, nunca tivemos enquadramento, não pudemos progredir no serviço público. Muita gente foi beneficiada, inclusive, com produtividade. Eu só tenho a agradecer ao prefeito por ele se colocar no nosso lugar, ter empatia com o servidor público”, comentou.

 

Para o prefeito de Manaus, David Almeida, não é possível presumir uma gestão eficiente sem pensar nas pessoas que fazem  toda a engrenagem, que é a administração pública, funcionar. “Olhar as necessidades dos servidores deve ser encarado como uma das principais obrigações de um prefeito. E isso não é nenhum favor, é um reconhecimento à importância de cada um nesse conjunto”.

 

Progressão de carreira

 

O PCCR da Área não Específica foi a realização do anseio de uma categoria de servidores da prefeitura que não tinha como progredir no serviço público, por falta de amparo legal, explicou o secretário municipal de Administração, Planejamento e Gestão, Ebenezer Bezerra, quem coordenou todas as etapas para que este PCCR fosse aprovado. 

 

 

“Com a determinação do prefeito David Almeida, essa realidade mudou e, hoje, todos os servidores efetivos estão contemplados com um plano de cargos que, além de valorizá-los profissionalmente, possibilita melhorias nos vencimentos”, destacou Ebenezer.

 

Vanessa Cardoso Carneiro, técnica municipal há 27 anos, concorda com os avanços da gestão, afirmando que há muita diferença entre as gestões passadas. “Esta é uma gestão muito bem-sucedida, em termos de benefícios para os servidores, sejam efetivos, comissionados ou temporários. São muitas as ações que nos beneficiam, como reajuste do auxílio-alimentação e plano de cargos. O que tínhamos, já estava ultrapassado, sem evolução na carreira. Os servidores estavam estáticos. Hoje, temos meritocracia, reconhecimento entre outras conquistas”, destacou.

 

Cursos e assistência à saúde

 

A capacitação e o desenvolvimento profissional também receberam atenção especial. Por meio de parcerias com instituições de ensino e programas de treinamento, os servidores da prefeitura têm acesso a cursos e workshops que visam aprimorar suas habilidades, mantendo as atualizações diante das demandas em constante evolução. Atualmente, 42 estão cursando pós-graduação em Gestão de Pessoas, o que foi possível por meio de parceria da prefeitura com a Universidade do Estado do Amazonas (UEA).

 

Outro aspecto relevante é a implementação de políticas de valorização da saúde e bem-estar dos funcionários, por meio da reestruturação do Serviço de Assistência à Saúde do Município de Manaus (Manausmed). 

 

Nos 1.000 dias de gestão do prefeito David Almeida, foram credenciados os melhores hospitais, clínicas, laboratórios, médicos nas diversas especialidades, buscando um atendimento de excelência para os servidores da Prefeitura de Manaus. Outro avanço foi a descentralização da autorização de exames e consultas. Anteriormente, era necessário se deslocar até a sede do Manausmed para conseguir a liberação.

 

Reajustes

 

A correção nos vencimentos de todos os servidores foi outra importante medida da gestão. Além do cumprimento das datas-base dos planos de cargos, também os cargos comissionados foram contemplados com reajuste de 15%, corrigindo uma defasagem de 16 anos.

 

Desde o início da gestão, o valor do auxílio-alimentação de todos os servidores da prefeitura sofreu dois reajustes, passando de R$ 242, em 2020, para R$ 528.

 

O olhar diferenciado da administração do prefeito David Almeida alcançou, ainda, os estagiários, que tiveram reajuste no valor da bolsa-estágio depois de 15 anos: em 2020, as bolsas eram de R$ 600 para estagiários de nível superior, que passaram para R$ 800, e para os de nível médio, que, de R$ 300, passaram a receber R$ R$ 675, mais o auxílio-transporte, no valor de R$ 132.

 

—-

Texto – Sandra Monteiro / Semad

Fotos – João Viana / Semcom e Thelson Souza / Semad 

Em anexo


Artigos Relacionados

LEIA MAIS