TCE

Durante a sessão plenária desta segunda-feira (19), o vereador Dione Carvalho fez um apelo pelas crianças cardiopatas que aguardam na fila para a realização de cirurgias cardíacas cruciais para suas vidas, além de destacar a falta de assistência às famílias dessas crianças.

Durante seu discurso, o vereador apresentou denúncias que chegaram em seu gabinete, relatando a escassez de materiais no Hospital Francisca Mendes para a realização das cirurgias cardíacas, bem como as dificuldades enfrentadas pelas famílias para se comunicarem com a direção do hospital e obterem respostas. O tempo é crucial para a vida das crianças cardiopatas.

O vereador também dirigiu um apelo ao governador Wilson Lima, conhecido por sua empatia e atenção aos casos das crianças cardiopatas, diante da atual situação do Hospital Francisca Mendes.

Ele enfatizou que irá encaminhar, pela segunda vez, um ofício à Secretaria de Saúde, solicitando um posicionamento diante das denúncias sobre a falta de materiais para as cirurgias cardíacas.

Durante o discurso, o vereador mencionou o ano de 2019, que registrou uma das maiores taxas de mortalidade de crianças cardiopatas no Hospital Francisca Mendes, período em que a direção estava sob responsabilidade da diretora Nayara Maksoud.

“Dentro de um hospital que trabalha com alta complexidade, a ausência ou paralisação de um leito de UTI representa a suspensão das cirurgias. Não adianta ter leito cirúrgico sem disponibilidade de leito de UTI.”