Na última segunda-feira (1º), um casal revoltado após seu voo ser cancelado provocou uma confusão chegando a quebrar o guichês da Gol. O fato aconteceu no Aeroporto Internacional de Guarulhos, em São Paulo.

Tudo aconteceu, porque o voo com destino a Belo Horizonte onde eles estavam precisou retornar devido às más condições meteorológicas.

Acompanhados de um bebê de cinco meses, eles se revoltaram com funcionários da empresária aérea, exigindo que eles providenciassem hotel e alimentação, para passar a noite e embarcarem no dia seguinte.

O vídeo que circula nas redes sociais, mostra o momento em que a passageira, aos berros, exige que a companhia disponibilize um hotel para a família. A mulher começa a dar tapas na placa de proteção do guichê.

Indignada, a mulher diz que vai chamar a polícia e começa a bater com força na placa de proteção. “Ele só tem cinco meses, ele não tem culpa”, diz a mãe apontando para o filho.

“Resolve! O meu menino não vai pagar por isso. Eu quero que alguém resolva isso agora”, disse o homem, enquanto segurava o pedestal.

Os envolvidos foram conduzidos para a delegacia da Polícia Civil, para registro da ocorrência.

De acordo com a Agência Nacional de Aviação Civil, em caso de voos atrasados, ou cancelados, a Anac obriga a companhia aérea, mesmo quando ela não é responsável pelo ocorrido, a fornecer comunicação (acesso à internet e telefone) a partir de uma hora de atraso.

Entretanto quando o atraso passa de duas horas, as empresas são obrigadas a oferecer alimentação; a partir de quatros horas, o passageiro tem direito a receber acomodação ou hospedagem.

Confira:

Fonte: G1