Momentos antes da morte de Jefferson Ribeiro Dias, de 34 anos, apontado como suspeito de tentativa de estupro na tarde dessa quinta-feira (10), dentro de um sexshop no Riacho Fundo II. O homem, que morreu após uma parada cardiopulmonar, era vigilante.

“Ele entrou consciente de que ia praticar o fato. Pediu para testar o produto, a moça entrou, ele foi atrás e atacou ela de forma muito violenta”, afirmou o delegado-adjunto Lúcio Valente, da 29ª Delegacia de Polícia (Riacho Fundo I). Com informações Metropoles

Revoltados com a situação, moradores da região agrediram o homem. Um deles usou o joelho para enforcar o abusador. As cenas são fortes.

Segundo o delegado, o homem tem dois inquéritos por tentativa de estrupo. O primeiro, em 2016, na região do Gama. Já o segundo, em 2018, foi registrado na Delegacia Especial de Atendimento à Mulher (Deam II).

Além disso, boa parte dos populares que agrediram o homem já foram identificados e estão sendo ouvidos. “As pessoas foram identificadas, algumas já foram ouvidas, mas temos que esperar o laudo para saber o que de fato causou a morte”, explica o delegado.

“As pessoas que agrediram incialmente, entraram para salvar a mulher. Mas caso a morte tenha sido provocada por agressões após ele estar imobilizado, aí sim você pode imputar responsabilidade sobre elas, algo que chamamos de excesso em legítima defesa. Mas não podemos cravar nada ainda sem o laudo”, comenta Lúcio.

Veja o vídeo:

Com informações Metropoles