Um homem identificado como Caio Claudino de Souza, 25 anos, confessou ter matado a servidora pública federal, Silvanilde Ferreira Veiga, de 58 anos. Ele foi preso na tarde desta terça-feira (31).

Silvanilde foi encontrada morta no apartamento onde morava localizado na Ponta Negra, Zona Oeste da capital na noite de sábado (21), de maio.

Segundo o boletim de ocorrência registrado no 19º Distrito Integrado de Polícia (DIP), a filha da vítima foi quem encontrou o corpo.

Silvanilde era diretora da 15ª Vara do Trabalho de Manaus, do Tribunal Regional do Trabalho da 11ª Região (TRT-11).

Caio não trabalhava no local, estava apenas dando um apoio naquele dia onde acontecia duas festas, ele chegou no condomínio por volta das 14h, o crime ocorreu por volta das 17h.

De acordo com a Polícia Civil do Amazonas, a vítima foi morta com 12 golpes de facas, mas o suspeito que afirmou estar sob efeito de drogas e precisando de dinheiro, disse se lembrar apenas de uma. “Meu filho estava passando por problema de saúde”, justificou o vigilante.

O vigilante confessou em depoimento, que seguiu a vítima até o apartamento, após ela sair para jogar o lixo. Imagens das câmeras de segurança mostram o suspeito com uma mancha de sangue na camisa por volta das 18h. Ele invadiu o apartamento de Silvanilde e cometeu o crime brutal.

O vigilante definiu o assassinato como um acidente.

Foto: divulgação