Marcos Custódio Ferreira, de 52 anos, foi preso, nesta sexta-feira (29), suspeito de matar com tiros e pedradas o vizinho dele, Ricardo Carneiro Montojos, no Rio de Janeiro. O crime aconteceu no dia 4 de setembro deste ano após Ricardo reclamar do galo de Marcos que cantava ‘Bolsonaro’.

De acordo com a Folha de São Paulo, a vítima reclamava do barulho do galinheiro de Marcos. Além disso, Ricardo acreditava que o suspeito havia ensinado o galo a cantar a palavra “Bolsonaro” por implicância, uma vez que o vizinho não gostava do presidente.

Após o crime, Marcos fugiu, mas depois de alguns dias, acompanhado de um advogado, ele compareceu à delegacia para prestar esclarecimentos.