Amazonas – O governador Wilson Lima entregou, nesta terça-feira (14), R$ 115.335,00 mil em recursos para a Associação Bom Jesus da Resex Arapixi de Boca do Acre (a 1.028 quilômetros da capital, Manaus). O fomento, repassado por meio do edital 001/2020, do Fundo de Promoção Social e Erradicação da Pobreza (FPS), será utilizado para a compra de maquinários e implementos agrícolas.

“O município de Boca do Acre tem um potencial muito grande para o setor primário. Então, a gente está fazendo aqui a entrega de fomento para uma associação que trabalha com extrativismo. Anunciei também aqui a construção de uma fábrica de gelo para atender os pescadores artesanais”, destacou o governador.

Fomento

A associação atende diretamente cerca de 40 agricultores associados que atuam na produção de banana, abacaxi, farinha de mandioca, pupunha, açaí, milho e arroz.

Com o recurso, serão adquiridos materiais permanentes como canoa, motor, peladeira de arroz, roçadeira, trilhadeira e roçadeira que vão possibilitar a melhoria da qualidade de vida dos agricultores familiares associados, além de garantir um escoamento mais rápido e adequado da produção, que vem da comunidade Maracaju 2, distante sete horas de canoa de Boca do Acre.

“Esse barco que a gente lutou para comprar vai diminuir o tempo para chegarmos aqui. Já aconteceu de produtos estragarem e, a gente tendo esse barco, chegamos mais rápido aqui em Boca do Acre”, observou Francilene Lima, 42, presidente da Associação Bom Jesus da Resex Arapixi.

“Agradeço primeiramente a Deus e também ao governador, por ter olhado para as pequenas associações. Muito obrigada por tudo o que ele fez por nós”, acrescentou Francilene, que recebeu o fomento das mãos de Wilson Lima, na quadra da Escola Estadual Antônio José Bernardo Vasconcelos.

Fábrica de gelo 

Durante o discurso, Wilson Lima anunciou que a fábrica de gelo que o Estado irá construir é um pedido do deputado estadual Adjuto Afonso. Disse, ainda, que a estrutura irá permitir que os pescadores artesanais do município comprem gelo pelo menor preço. A iniciativa visa incentivar a atividade pesqueira no município.

O governador destacou, ainda,que o Estado está apoiando, em todo Amazonas, o Governo Federal no cadastramento e recadastramento dos pescadores. O serviço trará benefícios aos profissionais da pesca, combate fraudes e permite a desburocratização do processo e a garantia a direitos, como o recebimento do seguro-defeso e aposentadoria.

O cadastramento e recadastramento é uma parceria entre a Secretaria de Estado de Produção Rural (Sepror), Secretaria de Estado de Educação (Seduc) e Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa).

Fotos: Herick Pereira/Secom