TCE


Por unanimidade, a Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (Aleam) aprovou o Projeto de Lei nº 893/2023, de autoria do deputado estadual Dr. George Lins (UB), que propõe diretrizes para a integração do cirurgião-dentista na equipe multiprofissional dos hospitais públicos do Amazonas. O projeto também se estende às Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) com o objetivo de garantir cuidados com a saúde bucal dos pacientes.

Em um recente evento na Aleam, o projeto do parlamentar recebeu o apoio do presidente do Conselho Regional de Odontologia do Amazonas, Dr. José Hugo Seffair, e da Coordenadora de Odontologia da Sociedade de Medicina Intensiva da Região Norte, Dra. Andrea Logatto.

Segundo o projeto, os cirurgiões-dentistas atuarão nas equipes multiprofissionais em ambiente hospitalar, realizando a avaliação e diagnóstico de infecções da cavidade bucal, bem como o tratamento de condições bucais que possam afetar a saúde sistêmica, além da higiene bucal para prevenir infecções respiratórias; exodontias e cirurgias buco maxilares, quando necessário, entre outros procedimentos.

O deputado Dr. George Lins destaca que a inclusão de atendimento odontológico em hospitais e UTIs não apenas promove a saúde bucal dos pacientes, mas também contribui para a prevenção de infecções hospitalares que podem desencadear patologias respiratórias e até cardíacas.

“O projeto objetiva oferecer atendimento odontológico, por parte do cirurgião-dentista, a todos os pacientes em ambiente hospitalar público, o que entendemos ser uma contribuição valiosa para o saneamento da saúde bucal. Muitas vezes, o paciente, internado em determinado hospital portando patologia diferente de doença odontológica, pode ser surpreendido ao adquirir patologia de natureza bucal capaz de agravar seu quadro clínico”, disse o parlamentar.

*Redução no tempo de internação* – Destacando a relevância da presença dos cirurgiões-dentistas nos hospitais, sobretudo em UTIs, Dr. George citou estudos da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP-USP), segundo os quais a ação dos cirurgiões-dentistas nas UTIs consegue reduzir em até 60% as chances de desenvolvimento de infecções respiratórias em pacientes internados. “Isso mostra a importância dos cirurgiões-dentistas no ambiente hospitalar, assistindo os pacientes, sem contar o fato de que o trabalho deles também ajuda muito a reduzir os gastos do Estado na área da saúde, por conta da diminuição do número de pessoas internadas”, afirma o deputado.

Conforme o projeto aprovado, integrarão as equipes hospitalares os cirurgiões-dentistas do quadro de funcionários da Secretaria Estadual de Saúde do Amazonas (SES-AM).

O texto segue para sanção do governador Wilson Lima.

*Foto*: Leandro Castro