Amazonas – O bumbá manauara Corre Campo celebrou 80 anos no último dia 1° de maio. E para comemorar a data preparou uma festa ao seu modo, com muito folclore, na Arena Poliesportiva Amadeu Teixeira (Av. Constantino Nery, s/n – Flores). O evento comemorativo será neste sábado (14), a partir das 20h com acesso gratuito.
Através do seu Circuito Cultural, a Associação Folclórica Cultural Boi Bumbá Corre Campo – AFCBBCC recebe diversos grupos folclóricos, entre eles, quadrilhas e cirandas, e claro, uma apresentação especial do aniversariante, onde apresentará seu tema para o Festival Folclórico do Amazonas.
A programação começa às 20h com a ‘Ciranda do Aleixo’, seguindo da ‘Quadrilha 7 Queda’, ‘Ciranda da Betânia’, ‘Quadrilha de Duelo Pistoleiros da Roça’, ‘Quadrilha da Diversidade Kero é Close’, ‘Quadrilha Juventude na Roça’, ‘Ciranda Sensação de Raiz’ e a ‘Quadrilha Família Gald’.

Tema 2022

Ao encerrar as apresentações dos diversos grupos convidados, às 23h30, o Boi Corre Campo faz uma prévia do que levará para a arena em 2022.
Com o tema ‘O Boi da Resistência’, a associação contará a história dos seus 80 anos, bem como sua luta em prol do folclore manauara. A sinopse fala desde a criação pelas mãos de humildes famílias negras de herança nordestina, passando pela superação dos preconceitos e adversidades e da sua contribuição para a cultura do Amazonas e a diversidade cultural do Brasil.
Durante a sua apresentação na arena, o boi não deixará de fora o processo histórico das imposições políticas e econômicas da colonização, o bumba-meu-boi ou boi-bumbá, que hoje é importante instrumento de conscientização sobre as contribuições sociais e culturais dos povos indígenas e de negros africanos escravizados pelos colonizadores.

Em síntese, o objetivo temático do Boi Bumbá Corre Campo é celebrar a força popular que a brincadeira representa, através da resistência cultural e artística, tendo como base questões relevantes e problemas atuais que se repetem, desde a colonização, com constantes desrespeitos a negros e índios que vivem a saga da resistência diante das violentas agressões que sofrem à luz da contemporaneidade.

História

O Corre Campo foi fundado em maio de 1942, no bairro Cachoeirinha. Apesar das dificuldades, que provocaram o desaparecimento famosos bumbás da época, os jovens Astrogildo dos Santos (Tó), Wandiguaromiro dos Santos (Miro), Antônio da Silva (Pelica), Dionízio Gomes (Tucuxi) e Mauro Cruz (Ceará) decidiram seguir com o sonho de botar o boi na rua. As cores vermelho, branco e marrom foram escolhidas para a representação do boi.

O primeiro curral de ensaios foi construído na rua Ajuricaba, esquina com a rua Borba. Depois se transferiu para a Rua Ipixuna, canto com a Borba, em frente a Padaria Santo Antônio. Nessa área deram os primeiros passos, aprenderam a ser fortes e valentes para vencer dificuldades e ultrapassar obstáculos.

Títulos

O Boi Corre Campo figura entre os maiores vencedores de festivais do Amazonas. Suas primeiras conquistas foram no concurso de ‘Melhor Bumbá’. Das 11 edições do concurso, acredita-se que ele se consagrou seis vezes, porém, tem registro do Bumbá Corre Campo campeão em 1946 (a primeira edição), 1952, 1955 e 1956 (a última edição). Os troféus desta época foram perdidos no incêndio ocorrido na sede do boi em 17 de maio de 1958.

Já no Festival Folclórico do Amazonas, o Bumbá Corre Campo é o grupo que mais vezes participou e o que mais venceu. Há conquistas e fatos memoráveis, como por exemplo, o campeão do primeiro e do segundo Festival (1957 e 1958). Outro fato marcante é que foi o único a conseguir ser campeão nove vezes consecutivas (1987 a 1995). Outra curiosidade, é que ele conquistou o tetracampeonato em três ocasiões: 1955 a 1958; 1987 a 1990; 2015 a 2019 (já que em 2016 não foi realizado o festival).

Há registros do Bumbá Corre Campo campeão em vários anos, mas, acredita-se que haja mais títulos, porém, a escassez de informações dos Festivais da década de 60 e início da década de 70 acabam prejudicando os registros e sua autenticidade.

Serviço

Festa de Aniversário Corre Campo
Quando: sábado (14), a partir das 20h
Onde: Arena Poliesportiva Amadeu Teixeira (Av. Constantino Nery, s/n – Flores)
Valor: Acesso gratuito
Atrações: Boi Corre Campo, Ciranda do Aleixo, ‘Quadrilha 7 Queda’, ‘Ciranda da Betânia’, ‘Quadrilha de Duelo Pistoleiros da Roça’, ‘Quadrilha da Diversidade Kero é Close’, ‘Quadrilha Juventude na Roça’, ‘Ciranda Sensação de Raiz’ e a ‘Quadrilha Família Gald’.