Após a aprovação do Projeto de Lei 2564/2020, que estabeleceu o piso salarial de R$ 4.750 para enfermeiros, técnicos de enfermagem e parteiras de todo o Brasil, o deputado estadual Álvaro Campelo (PV), comemorou a conquista histórica em suas redes sociais, e afirmou que a luta continua pela garantia da jornada de 30 horas semanais de trabalho e um local de descanso digno aos mais de 52 mil profissionais da enfermagem que atuam na linha de frente da saúde no Amazonas.

Com a interlocução do Coren-AM, o deputado Álvaro Campelo fez uma indicação ao Governo do Amazonas, com o objetivo de garantir melhores condições de trabalho a categoria. “Nós precisamos que os mais de 52 mil profissionais da saúde do nosso estado, que seguem atuando na linha de frente do combate ao Covid-19, agora, no processo de vacinação, tenham reconhecimento e dignidade na hora de trabalhar, com uma carga horária justa e um local digno para descanso. É o mínimo que podemos fazer por esses profissionais que são verdadeiros heróis”, pontuou o parlamentar.

De acordo com o presidente do Coren-AM, Dr. Sandro André, a categoria está confiante com o encaminhamento da proposta. “Estamos confiantes. O deputado Álvaro Campelo recebeu nossa proposta de indicativo que estabelece a jornada de 30 horas e um local de descanso para os profissionais da enfermagem no estado do Amazonas. Estamos buscando todas as possibilidades para garantir os direitos básicos para todos esses profissionais que atuam estado do Amazonas. E vimos neste caminho mais uma chance de poder valorizar a categoria”, destacou Sandro André.

Emendas destinadas para a Saúde e enfrentamento à pandemia no Amazonas

Ao longo dos últimos três anos, em especial para o enfretamento da pandemia no Amazonas, o deputado Álvaro Campelo já destinou um total de R$ 9.249.997,00 (nove milhões, duzentos e quarenta e nove mil, novecentos e noventa e sete reais), em emendas para a área da saúde, que serviram para a compra de cilindros de oxigênio, medicamentos, equipamentos de proteção individual e farmacológicos que auxiliou no trabalho de atendimento de emergências e combate à COVID-19 em todo o estado.

Dados

No Brasil, a enfermagem representa cerca de 2,5 milhões de profissionais. Hoje os Enfermeiros, Técnicos de Enfermagem e Auxiliares de Enfermagem, somam mais de 60% da força dos trabalhadores de saúde no País. A enfermagem trata-se de um trabalho essencial à vida humana e que está presente na quase totalidade das instituições que prestam assistência de saúde, sendo que, na rede hospitalar, está presente nas 24 horas de todos os 365 dias do ano.

 

 

Fonte: Assessoria de Imprensa do Dep. Álvaro Campelo

Foto: Augusto Ferreira