Foto: Divulgação

Com gols de Gabriel (2) e João Gomes, Rubro-negro vence o rival por 3 a 1 neste sábado (22), no Maracanã. Flu segue na fila

O Flamengo chegou ao 37º título do Campeonato Carioca com a bela vitória por 3 a 1 sobre o rival Fluminense, na noite deste sábado (22), em uma final emocionante no Maracanã — palco da primeira partida da decisão, disputada no sábado (15) passado, quando os rivais haviam empataram por 1 a 1. Foi também o tricampeonato seguido do clube rubro-negro no estadual (2019, 2020 e 2021) e o quarto título do treinador Rogério Ceni desde que chegou ao time, no ano passado. O jogo foi transmitido pela Record TV para todo o Brasil.

A conquista foi construída com uma atuação praticamente perfeita na primeira etapa, quando a equipe rubro-negra teve ampla superioridade e abriu uma ótima vantagem com os dois gols do atacante Gabriel — que terminou a competição como vice-artilheiro, com 8 gols — que chegou ao sétimo gol em um Fla-Flu, igualando o feito de Tuta, o maior artilheiro do clássico até então. João Gomes fez o terceiro do time rubro-negro — e o primeiro dele como jogador profissional.

O Fluminense tentou reagir no segundo tempo e deu esperanças à torcida com o gol do centroavante Fred, cobrando um pênalti no início do segundo tempo. Mas o time não teve a força necessária para arrancar a virada — ou ao menos um empate que levaria a decisão para as cobranças de penalidades. Assim, o clube entra no décimo ano de fila no Estadual.

O jogo

Logo aos 9 minutos, os jogadores do Flu pediram a análise do VAR devido a um suposto toque de mão do zagueiro Willian Arão dentro da área quando tentava cortar uma bola alçada da lateral. No entanto, o árbitro Bruno Arleu de Araújo não solicitou o auxílio do recurso do árbitro de vídeo.

O primeiro chute para o gol partido do atacante Gabriel, do Fla, aos 12 minutos. O camisa 9 recebeu do lado esquerdo da área adversária e chutou cruzado, mas o goleiro Marcos Felipe caiu para fazer boa defesa.

PublicidadeAos 18 minutos, Gabigol voltou a levar perigo, novamente pelo lado esquerdo, em uma boa escapada e mais um chute cruzado. Desta vez, a bola passou perto do gol da equipe tricolor das Laranjeiras.

As 24, Gabriel disparou pela esquerda e passou para Bruno Henrique, que corria pelo meio. O atacante flamenguista iria entrar na área quando foi parado com falta pelo zagueiro Danilo Barcelos — que foi punido com um cartão amarelo. A falta era muito perigosa, bem na marca da meia-lua da grande área, mas Éverton Ribeiro bateu muito mal.

O time rubro-negro foi melhor nos primeiros 25 minutos de jogo. Naquela altura do duelo, o Flamengo tinha 67% da posse de bola e havia criado as melhores chances de gol. Já Flu apenas se defendia, sem criar praticamente nenhuma jogada ofensiva.

Aos 37, o Flamengo fez outra jogada ofensiva envolvente com uma bela troca de passes na entrada da área do Flu. Era um verdadeira sufoco para a torcida tricolor.

Pênalti para o Fla

A superioriade do Flamengo em campo era continuava na primeira etapa, mas o time rubro-negro só conseguiu convertê-la em vantagem no placar em uma cobrança de pênalti.

Aos 41 minutos, Gabriel deu um belo passe para Arrascaeta, que disparou em direção à área e se chocou com Marcos Felipe.

O árbitro marcou o pênalti e mostrou o cartão amarelho para o goleiro. Na cobrança, aos 44, Gabriel acertou o canto alto esquerdo de Marcos Felipe, que caiu para o lado contrário e fez o primeiro gol do clássico.

Mais um do Gabigol

A vantagem no placar não diminuiu a disposição ofensiva dos flamenguitas. Aos 46, o lateral-esquerdo Filipe Luis desceu pelo meio e passou para Gabriel, novamente caído pela esquerda. O artilheiro ajeitou e soltou uma bomba que Marcos Felipe não conseguiu segurar: 2 a 0.

Gabigol chegava ao oitavo gol no Cariocão, um a menos que o artilheiro da competição, Alef Manga, do Volta Redonda. Mas ainda havia todo o segundo tempo para que o atacante pudesse lutar pela artilharia da competição.

VAR em campo

Se todos imaginariam um segundo tempo morno devido à superioridade do Fla no marcador e em campo, foi um engano.

Aos 2 minutos, o atacante Caio Paulista — que havia entrado no intervalo — caiu na área em uma disputa de bola com o zagueiro flamenguista Rodrigo Caio. O árbitro foi acionado pela equipe do VAR e, após revisar o lance, marcou pênalti para o Fluminense.

Flu ainda vivo

Aos 6 minutos, o veterano Fred cobrou com classe, deslocando o goleiro Gabriel Batista para diminuir o placar e aumentar a esperança da torcida tricolor em uma virada.

O gol parece ter reanimado o Fluminense, que passou a pressionar mais o Flamengo em busca do empate e, no mínimo, garantir que o título fosse definido nas cobranças de pênaltis. A decisão ganhou contornos ainda mais emocionantes.

No entanto, a equipe rubro-negra é forte e quase chegou ao terceiro gol em um ótimo chute de Filipe Luis. Para a sorte dos torcedores tricolores, o goleiro Marcos Felipe espalmou em uma grande defesa que impediu o gol.

Sufoco do Tricolor

Aos 22 minutos, o tricolor Caio Paulista fez uma ótima jogada, tirou o volante Gerson do lance e arriscou de fora da área, mas o chute saiu fraco demais.

Dez minutos depois, o meia Cazares cobrou uma falta praticamente da linha de escanteio, pelo lado direito, a zaga do Flamengo falhou e Danilo Barcelos cabeceou,  mas o goleiro Gabriel Batista salvou. Quase acontece o empate do Flu.

Nos minutos finais, os treinadores decidiram arriscar ainda mais em busca do título. No Flamengo, Rogério Ceni tirou o artilheiro Gabigol e o chileno Arrascaeta para colocar em campo o ex-tricolor Pedro e o atacante Vitinho. Do lado do Flu, Roger Machado trocou Yago Felipe e Fred por Abel Hernández — autor do gol de empate no jogo anterior — e o argentino Raúl Bobadilla.

 

Garoto marca e dá o título ao Fla

 

 

O treinador flamenguista foi mais feliz nas mudanças. Aos 41, João Gomes, jogador que havia entrado segundos antes, pegou o rebote do goleiro Marcos Felipe após chute de Pedro para fazer o terceiro gol do jogo — o primeiro do jovem com a camisa do time profissional do Fla — e selar o destino do Estadual. Flamengo 3 a 1 e campeão carioca!

FLAMENGO 3 X 1 FLUMINENSE

Local: Maracanã, Rio de Janeiro (RJ).
Data e hora: 22/05/2021, às 21h (horário de Brasília).
Árbitro: Bruno Arleu de Araújo.
Auxiliares: Rodrigo Figueiredo Henrique Corrêa e Thiago Henrique Neto Corrêa Farinha.
Cartões amarelos: Rodrigo Caio, Bruno Henrique (Fla); Danilo Barcelos, Nino, Marcos Felipe, Fred, Yago Felipe, Luccas Claro (Flu).
Gols: Gabriel, aos 44′ e 46′ do 1º tempo; Fred, aos 6 , João Gomes, aos 41 do 2º tempo.
FLAMENGO: Gabriel Batista; Isla (Matheuzinho, aos 40 do 2º tempo), Rodrigo Caio, Willian Arão e Filipe Luís; Diego (Hugo Moura, aos 43 do 2º tempo), Gerson (João Gomes, aos 40 do 2º tempo), Éverton Ribeiro e Arrascaeta (Vitinho, aos 35 do 2º tempo); Bruno Henrique e Gabriel (Pedro, aos 35 do 2º tempo). Técnico: Rogério Ceni.
FLUMINENSE: Marcos Felipe; Calegari, Nino, Luccas Claro e Danilo Barcelos; Yago Felipe (Abel Hernández, aos 36 do 2º tempo), Nenê (Cazares, aos 22 do 2º tempo), Martinelli; Kayky (Gabriel Teixeira, no intervalo), Luiz Henrique (Caio Paulista, no intervalo) e Fred (Bobadilla, aos 36 do 2º tempo). Técnico: Roger Machado.

 

 

Fonte: R7

Foto: Divulgação