TCE


A Universidade Federal do Amazonas (Ufam), por meio do Instituto de Computação (IComp), inaugurou, nesta terça-feira (28), em parceira com a empresa Motorola Mobility, quatro novos laboratórios de Pesquisa e Desenvolvimento (P&D). A solenidade aconteceu no Centro de Convivência da Ufam, localizado no Setor Norte da universidade. As novas instalações marcam um avanço significativo na colaboração entre a academia e a indústria, resultando em um investimento de mais R$ 25 milhões no IComp por parte da Motorola, oriundo da Lei Nª 8.387/1991, também conhecida como a Lei de Informática.

Com uma trajetória de 47 anos no Brasil, a Motorola tem se dedicado ao investimento em Pesquisa e Desenvolvimento (P&D) desde 1996, o que tem resultado em aprimoramentos contínuos na qualidade de seus produtos. “De cada cem smartphones que a Motorola vende no Brasil, metade sai daqui de Manaus. Então, é um prazer estar aqui representando a Motorola neste evento tão importante. Estamos muito felizes em anunciar que, só aqui na Universidade Federal do Amazonas, já foi investido mais de R$ 25 milhões, incluindo a ampliação dos laboratórios que estamos tratando hoje, com salas de aula e laboratórios de inteligência artificial”, afirmou o presidente da Motorola Mobility, Rodrigo Vidigal.

Para o reitor da Ufam, Sylvio Puga, o IComp proporciona uma clara demonstração, tanto dentro da universidade quanto para a sociedade, que a parceria academia-indústria não é apenas possível e viável, mas também se concretiza por meio das ações que estão sendo implementadas atualmente no IComp. Puga ainda destacou a transparência da universidade junto à população e aos órgãos de controle. “Aqui na Ufam nós nos sentimos muito tranquilos para receber esses recursos. Nós somos olhados pelos órgãos de controle, um deles é a Controladoria Geral da União (CGU), que tem um ranking de transparência, que é público, e onde nós estamos em primeiro lugar. Isso é um sinal que fazemos a nossa parte”, disse o reitor.

A subsecretária de Ciência e Tecnologia para a Amazônia do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), Tanara Lauschner, esteve representando a Ministra Luciana Santos e destacou alguns dos resultados que as parcerias entre empresa e universidade podem ter. “Essa parceria entre a empresa e a universidade, seja para realizar pesquisas puras ou aplicadas, mas que vai se transformar em uma tecnologia, em uma aplicação, que vai gerar startup, vai gerar soluções importantes para as empresas que colocam o recurso aqui na universidade, e isso vai fazer com que todo o ecossistema envolvido seja beneficiado”, afirmou a subsecretária.

O professor doutor do IComp, André Carvalho é coordenador do projeto IATS, um dos beneficiários do investimento da Motorola, e que agora, possui um laboratório exclusivo para suas atividades, que utiliza técnicas de inteligência artificial e processamento de texto para auxiliar, aprimorar e automatizar processos de teste de software. “A inauguração deste prédio tá sendo muito importante porque celebra uma nova fase nos projetos da Motorola. A presença conjunta de atividades científicas, pesquisas e trabalho em equipe em um único local é fundamental, pois, proporciona uma troca dinâmica de conhecimentos. Então, os novos laboratórios desempenharão um papel significativo no desenvolvimento dos alunos”, frisou André.

LABORATÓRIOS

Os laboratórios inaugurados hoje incluem o Laboratório de Inteligência Artificial Aplicada a Testes de Software, o Laboratório de Tecnologias de Fotografia Computacional e de Alto Desempenho, o Laboratório de Malware Hunter para a detecção de malware em dispositivos Android através da combinação de características de software, e o Laboratório de Técnicas de Inteligência Artificial para Análise e Otimização de Desempenho de Software.

A cerimônia de inauguração ainda contou com a presença do superintendente adjunto executivo da Suframa, Luiz Frederico Aguiar, do secretário executivo de ciência, tecnologia e inovação da Sedecti, Jeibi Medeiros, do prefeito do campus universitário da Ufam, Engenheiro Milton Gomes, do diretor do IComp, professor doutor José Luiz Pio, além de coordenadores, docentes e discentes do Instituto de Computação.

 

Fonte: Assessoria de Imprensa da Ufam

Foto: Divulgação