A estudante de odontologia Kellen Mota Fraga, de 25 anos, foi assassinada a tiros na noite dessa sexta-feira (3), em uma “área vermelha” na Zona Norte de Manaus. Ela estava indo na casa de uma costureira, buscar um jaleco.

De acordo com familiares da vítima, que preferiram não se identificar, o crime aconteceu por volta das 20h, no bairro Novo Aleixo.

A jovem saiu do trabalho e foi até a casa da costureira, que fica na comunidade Nossa Senhora de Fátima, acompanhada da patroa e uma amiga.

Familiares informaram que elas seguiam um localizador por aplicativo de GPS, que as levou para uma rua sem saída, no Novo Aleixo. Segundo testemunhas, a área onde elas pararam é comandada pelo crime organizado.

Ao pararem na rua, os suspeitos teriam mandado as mulheres abaixarem os vidros do veículo, mas elas ficaram nervosas e tentaram sair do carro. Os suspeitos então efetuaram disparos, que atingiram Kellen.

A vítima chegou a ser encaminhada ao Hospital e Pronto Socorro Platão Araújo, na Zona Leste, mas morreu horas depois na unidade.

O caso foi registrado na Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS).

*Com colaboração de Paulo Paixão, da Rede Amazônica.