A família da paraibana Silvana Pilipen está desesperada sem notícias de brasileira na Ucrânia. A artesã mora em Mariupol, cidade que está sendo atacada pelo exército russo. O último contato dela foi no dia 3 de março, quando disse que a cidade estava começando a ser atacada e sofria com quedas de energia. Desde então, a família não consegue mais contato com ela.

Silvana é casada há 26 anos com o ucraniano Vassili Pilipen, capitão da marinha mercante. Eles se conheceram em uma festa em Santos, em São Paulo, e, depois de dois meses, se casaram na Paraíba.

Em um vídeo enviado há duas semanas, segundo os parentes, Silvana explicou que a família não tinha como deixar a cidade. Ela estava abrigada no apartamento da sogra junto com o marido. Explicou que a cidade faz fronteira com a Rússia e não daria para sair por lá. A outra opção seria atravessar todo o território do país para sair por outra fronteira, mas essa opção não era viável.

A brasileira na Ucrânia também relatou dificuldade em conseguir comida e de se locomover. Ainda, faltam de táxis e internet. A comunicação com a família estava sendo apenas por meio do celular usando dados móveis e a ela chegou a avisar que poderia perder o contato com os parentes do Brasil a qualquer momento, por conta dessas dificuldades.

Apesar disso, Silvana conseguia se comunicar todos os dias até 3 de março. Na ocasião, chegou a ligar para a família e, depois, não fez mais nenhum contato.

Com informações do G1