Ação foi realizada em conjunto com o Governo Federal; região foi uma das mais afetadas pela cheia histórica dos rios

Seguindo com a ação humanitária em beneficiar os produtores rurais que foram afetados pela enchente e pandemia, nesta quinta-feira (16/09), o Governo do Amazonas, junto com o Governo Federal, entregaram mais de 4,4 mil cestas básicas para os pescadores artesanais dos municípios de Anamã, Anori e Codajás (distantes 165, 195 e 240 quilômetros de Manaus, respectivamente), localizados na região do Baixo Solimões.

O secretário executivo de Pesca e Aquicultura da Sepror, Leocy Cutrim, lembra que as entregas das cestas básicas são fruto da parceria entre o Governo do Estado, o Governo Federal e as prefeituras municipais, que realizam todo o processo de transparência, destinando as cestas diretamente para as entidades da atividade pesqueira, onde serão entregues para os pescadores.

“O pescador no Amazonas tem voz e tem vez dentro das políticas públicas que vêm sendo realizadas pelo Governo do Estado, sendo valorizado, sendo respeitado, pois eles são os trabalhadores que acordam cedo para buscar o alimento para a mesa da população amazonense”, ressalta Leocy.

Foram entregues 1.740 cestas básicas para o município de Anamã, 1.228 para Anori e 1.449 para Codajás, totalizando 4.417 unidades, destinadas para as associações, colônias e sindicatos da atividade pesqueira dos municípios, onde serão entregues para os pescadores artesanais cadastrados, que possuem o Registro Geral de Pesca (RGP) ativo.

A ajuda humanitária é realizada por meio da parceria entre a Secretaria de Estado de Produção Rural (Sepror), do Governo do Amazonas, responsável pelas entregas; e o Governo Federal, por intermédio do Ministério da Cidadania (MC), da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) e da Superintendência Federal da Agricultura (SFA).

De acordo com o prefeito de Anamã, Francisco Bastos, conhecido como Chico do Belo, a prefeitura municipal vai seguir alinhada com o Governo do Amazonas, para continuar beneficiando a categoria pesqueira no município.

“Quando nos unimos, quem ganha são os produtores rurais, são os pescadores. Os pescadores de Anamã são gratos e reconhecem o que o Governo do Estado vem fazendo pela nossa população”, disse o prefeito.

Ao todo, a ação itinerante do Governo Estadual e Federal já entregou mais de 44,2 mil cestas básicas para os pescadores que estão em situação de vulnerabilidade social, em 51 municípios do Amazonas.

Benefício – No total, serão entregues aproximadamente 62 mil cestas de alimentos para os pescadores artesanais cadastrados em entidades ligadas ao SFA/Mapa, que residem nos 61 municípios do estado e na capital, Manaus.

Conjuntos de pesca – Por meio de edital de chamamento público da Sepror nº 001/2021, em Anori, a Colônia de Pescadores Z-39, foi contemplada com 40 conjuntos de apoio à pesca artesanal. Já em Anamã, a Colônia de Pescadores Z-44 também foi contemplada com 40 conjuntos. O objetivo é facilitar o trabalho do pescador para retomar as atividades pesqueiras.

“Enfim chegou a nossa vez. Esse incentivo é tão bem-vindo para os pescadores de Anori. Desde já, agradeço as autoridades presentes, pois é uma ajuda que traz dignidade à categoria pesqueira”, afirmou o presidente da Colônia de Pescadores de Anori, José Barroso.

A ação contou com o apoio da Agência de Defesa Agropecuária e Florestal (Adaf), do Instituto de Desenvolvimento Agropecuário Florestal e Sustentável (Idam) e das prefeituras locais.

FOTOS: Emerson Martins/Sepror