O Governo do Amazonas por meio da Superintendência Estadual de Habitação-Suhab realiza na próxima terça-feira(24) às 10h, o pagamento de indenizações a 93 proprietários de imóveis que serão desapropriados na área de construção do Anel Viário Leste. O atendimento dessas famílias acontecerá na CETI – Professor Sérgio Alfredo Pessoa Figueiredo, localizado na Avenida Margarita, 1532- Cidade de Deus, próximo ao Musa.

Os investimentos para esta ação são de recursos da Secretaria Estadual de Infraestrutura e Região Metropolitana de Manaus-Seinfra, no valor de R$ 12,5 milhões. As desapropriações desse primeiro pagamento do Anel Viário Leste fazem parte das Frentes 1 e 2 da Prioridade 4 da obra, localizados próximo ao Museu da Amazônia-MUSA.

Após o pagamento, a construtora responsável pela obra já estará apta a iniciar o processo de demolição dos 113 imóveis de propriedade das 93 famílias indenizadas, liberando as frentes de obra para serviços de drenagem e pavimentação das vias que farão a interligação do Anel Viário Leste, que inicia na Reserva Ducke e vai até a Bola da Suframa.

Cadastros das Famílias

Os levantamentos para realização de cadastros tiveram início em setembro de 2021 pelas equipes de engenharia e social da Suhab, esse processo começa com as visitas em campo para realizar o cadastro social e econômico dos moradores residentes na envoltória de obra, formalização de processos até o pagamento das desapropriações.

Próximos pagamentos

Mais 51 famílias devem ser indenizadas até o final do segundo semestre que fazem parte da Frente 3, da Prioridade 4 da obra.

Obra

Anel Leste contempla 18,3 quilômetros de extensão, iniciando no trevo da avenida dos Oitis, no bairro Distrito Industrial, e terminará na avenida Margarita, no trecho compreendido no entorno da Reserva Florestal Adolpho Ducke. O complexo desviará o fluxo de veículos pesados do centro de Manaus, facilitando o deslocamento entre as zonas norte e leste da capital.

Foto: divulgação