(Foto: Carlos de Souza / TJAM)

Manaus/AM – Sete pessoas foram condenadas pela morte do policial militar Paulo Sérgio Portilho, na madrugada desta sexta-feira (24), no Fórum Henoch Reis, na Zona Sul.

Dez réus foram julgados,  pois Marcos Neves Serra não foi localizado para ser intimado e será julgado em outra oportunidade. Renata Lima e Rodolfo Barroso não compareceram ao julgamento.

Os condenados 

Renata Lima da Silva foi condenada a 15 anos  e quatro meses de prisão em regime fechado. Ela aguardava o julgamento em prisão domiciliar e poderá recorrer da sentença da mesma forma.

Felipe de Souza Santos foi condenado a 24 anos e seis meses de prisão em regime fechado.

Jeferson de Souza Farias  foi condenado  a 21 anos e seis meses de prisão em regime fechado.

Bruno Medeiros Mota foi condenado a 46 anos  e dois meses de prisão em regime fechado.

Willian Paiva Cavalcante foi condenado a 22 anos de reclusão em regime fechado.

Rodolfo Barroso Martins não compareceu ao julgamento e foi condenado pelo crime de ocultação de cadáver em um ano e seis meses, e como respondia ao processo em liberdade, pode recorrer da sentença nessa condição.

Fábio Barbosa de Souza foi condenado a 39 anos e oito meses de prisão em regime fechado.

Os réus foram julgados pelos crimes de homicídio qualificado, ocultação de cadáver, corrupção de menores e tortura. A Sessão foi encerrada com a leitura da sentença às 2 horas desta sexta.

*Com informações da assessoria