Foto: Reprodução
A Justiça alega que a prisão da mulher não foi em flagrante

A babá de 48 anos presa em flagrante pelo crime de lesão corporal contra uma criança de dois anos de idade, em Manaus, teve o relaxamento da prisão concedido em audiência de custódia, nesta quinta-feira (1). A Justiça considerou que a prisão foi ilegal.

A Justiça alegou que a prisão da mulher não foi em flagrante, já que o caso ocorreu dia 29 de junho, porém a prisão ocorreu no dia 30, mesmo após a denúncia ter sido realizada no mesmo dia e com provas.

De acordo com a delegada Joice Coelho, da Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente (DEPCA), a mulher foi flagrada pelo crime de lesão corporal no âmbito doméstico e que o crime é passível de fiança, que foi acertado no valor de R$ 3 mil, mediante a pagamento até o meio dia da última quinta-feira (1), e não ocorrendo a baixa do valor afiançado, a mulher seria recolhida para Centro de Triagem, onde permaneceria à disposição da justiça.

“Solicitamos os exames de corpo de delito e foi comprovada a agressão. Vamos aguardar o resultado de um novo laudo para confirmar outra possível agressão, uma vez que a criança apresentou hematomas nas bochechas, o que poderia indicar que ela já praticava os atos”, comentou a titular da Depca.

Mediante ao pagamento da fiança, a mulher foi liberada, mas a Justiça também determinou medidas cautelares como não se ausentar da distância permitida e se manter longe da convivência da família denunciante.

Veja vídeo: