Mundo – O líder dos separatistas pró-Rússia no leste da Ucrânia confirmou nesta terça-feira (7) a morte de um general russo na região, onde as forças de Moscou executam uma grande ofensiva contra as tropas de Kiev. Em uma mensagem publicada no Telegram, Denys Pushilin enviou suas “sinceras condolências à família e amigos” do general Roman Kutuzov, “que mostrou com seu exemplo como servir a pátria”.

“Enquanto nossos generais lutarem ao lado dos soldados, nosso país e nossa nação serão invencíveis”, acrescentou o líder separatista, que acompanhou sua mensagem com uma foto em preto e branco do general.

A morte do general Kutuzov foi anunciada no domingo (5) por um correspondente de guerra russo, Alexander Sladkov, mas ainda não havia sido confirmada por fontes oficiais.

As tropas russas e seus aliados separatistas iniciaram uma grande ofensiva na bacia de mineração do Donbass, leste da Ucrânia, onde acontece combates extremamente violentos, em particular na cidade de Severodonetsk.

Vários militares russos de alto escalão morreram desde o início da ofensiva de Moscou na Ucrânia, em 24 de fevereiro. O número exato não é conhecido, pois as autoridades russas raramente anunciam suas perdas.

No final de março, uma cerimônia na Crimeia anexada prestou homenagem ao vice-comandante da Frota Russa do Mar Negro, Andrei Pali, morto em combate na Ucrânia perto de Mariupol (sudeste).

E em abril o funeral do general Vladimir Frolov foi organizado em São Petersburgo. As autoridades locais afirmaram que ele teve uma “morte heroica” na Ucrânia.

R7.COM