Elisangela Sisnando de Abreu, 36 anos, vítima de um trágico e chocante acidente na tarde desta quinta-feira (9) em Manaus vivia uma das melhores fases de sua vida. Ela estava prestes a se formar no curso de enfermagem, mas morreu na avenida Camapuã, ao cair da moto em que estava com o filho e ter a cabeça esmagada por um ônibus.

Testemunhas relatam que ela perdeu o controle da moto ao tentar desviar de um buraco. O filho de Elisangela sobreviveu sem nenhum ferimento grave. Na porta do IML, o primo da vítima foi cuidar dos procedimentos legais para liberação do corpo. Charles Sisnando disse que o marido de Elisangela não teve condições de ir ao Instituto. “Estamos destroçados”.

Elisangela buscou o filho na escola e estava a caminho do curso.