Prefeitura de Manaus avança nas obras de revitalização da orla do Amarelinho, no bairro Educandos, zona Sul, por meio da Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminf), em parceria com a Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap), a partir do projeto ‘‘Trabalhando a Liberdade”. São 40 homens do regime penitenciário do Amazonas que irão executar serviços de melhorias na infraestrutura de toda a extensão da orla. 

 

Nesta quinta-feira, 2/9, os trabalhadores do sistema carcerário realizam obras no calçamento da área, implantação e melhorias em todos os bancos em concreto, limpeza do gradil e pequenas reformas no geral. Na sequência, serão feitos ainda o paisagismo, podagem e a implantação do mosaico tático.

 

De acordo com o diretor de engenharia da Seminf, Alessandro Rodrigues, os trabalhos na orla, determinados pelo prefeito David Almeida e pelo vice-prefeito e titular da Seminf, Marcos Rotta, são realizados gradativamente e seguem um ritmo satisfatório.  Todo serviço é monitorado pela guarda armada terceirizada do sistema prisional do Estado, além da Seap e agentes da Guarda Municipal.

 

“As melhorias na orla do Amarelinho começam a aparecer, o calçamento já está bem adiantado, os bancos, a pintura começa a ter uma nova cara, essa parceria entre a prefeitura e o Governo do Amazonas é o tipo de ação que todos ganham” concluiu Rodrigues.

 

Projeto e Oportunidade 

 

O “Trabalhando a Liberdade” prevê o uso da mão de obra carcerária em reformas e manutenções dentro e fora das unidades prisionais. Após análise do perfil psicológico, comportamental e social, os internos podem participar de projetos de remição de pena pelo trabalho, garantindo um dia de pena a menos a cada três dias de trabalho. O objetivo do programa é evitar a retroalimentação dos ciclos de criminalidade e taxas de reincidência no sistema prisional. A primeira parceria foi realizada no mês de julho passado, na revitalização do  Passeio do Mindu, no Parque 10, zona Centro-Sul.