Uma dose de reforço da Pfizer pode começar a ser aplicada a partir do próximo mês, caso a agência reguladora dos Estados Unidos autorize o pedido da farmacêutica.

De acordo com o IG, devido à variante delta, cientistas apontam que há risco maior de reinfecção seis meses após a imunização. “A vacina da Pfizer é altamente efetiva contra a variante Delta”, disse Dolsten em entrevista. Mas após seis meses, afirmou, “provavelmente há o risco de reinfecção à medida que os anticorpos caem, como já era previsto”.